Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Mais de 100 pessoas são socorridas com queimaduras no RJ após uso de pomada de cabelo

    Segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, que investiga o caso, a lesão pode causar irritação e inchaço nos olhos, e até cegueira temporária

    Pomada modeladora de cabelo pode causar irritação nos olhos
    Pomada modeladora de cabelo pode causar irritação nos olhos Tsikhan Kuprevich/Getty Images

    Victor Aguiarda CNN

    Mais de 100 pessoas deram entrada na emergência oftalmológica do Hospital Municipal Souza Aguiar, na segunda (25) e na terça-feira (26), com queimaduras nas córneas provocadas por uso de uma pomadas modeladoras de cabelos. A informação foi confirmada pela Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Rio de Janeiro, que investiga o caso.

    Segundo a secretaria, os lesionados eram pessoas que fizeram penteados fixados com o produto. Ao molharem os cabelos, a água com o ingrediente químico escorreu para os olhos, provocando irritação.

    Além da queimadura, o ferimento também pode causar vermelhidão, inchaço nos olhos, visão turva e até cegueira temporária, além de causar bastante dor.

    Uma investigação foi aberta pela Vigilância em Saúde e o Instituto de Vigilância Sanitária do Rio (IVISA-Rio), em conjunto com órgãos da Secretaria Municipal de Saúde, para identificar quais as marcas dos produtos usados pelos pacientes, e em quais estabelecimentos os penteados foram feitos ou os produtos adquiridos.

    A SMS também informou que algumas das marcas já identificadas estão com a comercialização e o uso suspensos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em todo o Brasil.

    Alto volume de atendimentos

    Ainda de acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde, a emergência oftalmológica do Hospital Souza Aguiar costuma atender cerca de 70 pacientes por dia. Na segunda-feira de Natal e no dia seguinte, no entanto, foram 83 e 167 atendimentos, respectivamente — a maioria devido a lesões na córnea causadas pelo contato com o composto químico presente nas pomadas.

    “A maioria dos pacientes apresenta uma conjuntivite ou ceratite química causadas pelo contato com a pomada. E, quanto maior a quantidade do produto que escorre para os olhos, mais grave pode ser a lesão”, afirmou a diretora do hospital, Paula Travassos.

    Ela também revelou preocupação para o próximo fim de semana. “Se a situação já está assim devido ao Natal, pode ficar pior para o Réveillon, pois sabemos que muitas pessoas terminam a noite mergulhando no mar”, disse a médica. “E ainda temos previsão de chuva para a tarde do dia 31. Quem tiver usado essas pomadas e se molhar, também correrá o risco da água da chuva com o produto químico escorrer para os olhos.”

    A orientação do IVISA-Rio é de que as pessoas comprem e usem somente produtos regularizados junto à Anvisa. As pomadas autorizadas podem ser consultadas no site da Anvisa.