Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Mais um ataque de Pitbull: dona salva vira-lata “caramelo” após mordida em Salvador

    Caso aconteceu na Barra; cão que atacou estava solto e sem tutor

    Duda Cambraiada CNN

    Na manhã desta quarta-feira (10), por volta das 6h20 da manhã, a advogada Mariana Soares Oliveira estava na sua rotina matinal, passeando com o Garoto, seu cachorro “caramelo”, na Barra, bairro à beira-mar de Salvador, capital da Bahia. Por volta da altura do número 800, da Avenida Oceânica, Mariana viu dois cachorros grandes soltos e sem supervisão.

    “Eu vi e já fiquei em alerta, porque os cachorros estavam sozinhos. Tentei adiantar o passo, mas os dois atravessaram. Eu imediatamente peguei Garoto no colo e virei de costas para parede”, relata a tutora.

    Mesmo com Garoto no colo, o cachorro solto pulou em Mariana e chegou a pegar no cabelo da advogada. Com a situação, Garoto se agitou e caiu no chão, foi quando o ataque começou.

    “Eu comecei a gritar e bater no cachorro. Eu não lembro direito, eu estava no instinto para salvar a vida do Garoto. Muita gente passou e não ajudou, mas teve gente que parou e foi o que salvou Garoto. Eu não pensei em mim, só pensei nele”, relembra Mariana.

    Momento do ataque / Reprodução/ Redes Sociais

    No vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver a tutora e o caramelo no chão, enquanto o outro cachorro morde, sem parar, Garoto, que completou três anos de adoção na última segunda-feira (8).

    “Ele está todo machucado, com dor e hematomas interno. Emocionalmente, dá para ver que ele tá abatido. O comportamento dele mudou de ontem para hoje”, conta Mariana.

    Garoto com machucados expostos, após ser atacado por outro cão / Reprodução/ Arquivo pessoal

    Depois que o cachorro finalmente soltou Garoto, Mariana saiu correndo e os dois cães, que estavam soltos e desacompanhados, sumiram. “Não tive mais notícias deles”, disse a tutora. Mariana pretende ainda registar um Boletim de Ocorrência.

    Mariana pegou Garoto muito pequeninho, na rua, quando tinha 45 dias. “Um rapaz que cata materiais recicláveis perto de onde eu moro tinha uma cachorra, Nina, ela pariu seis filhotes. Fiquei sabendo e pedi para ele. Eu tava indo para uma consulta médica, isso foi 8 de abril de 2021. Quando voltei tava uma chuva dananda. Garoto foi o último que ele pegou, ele tava escondido dentro do material reciclável. Na hora que ele me mostrou, eu falei: ‘me dá, é esse'”.

    Garoto no dia que foi adotado, ainda filhote / Reprodução/ Arquivo pessoal

    Apesar do susto, Mariana e Garoto estão bem e em casa. A escritora e poetisa Roseana Murray, de 73 anos, não teve a mesma sorte. Na última sexta-feira (5), ela foi violentamente atacada por pitbulls, em Saquarema, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. O horário dos ataques são parecidos, por volta das 6 da manhã. Roseana segue internada e o estado de saúde é estável, segundo a Secretaria de Estado de Saúde Rio de Janeiro.