Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Mina em Maceió: afundamento acelera e chega a 12,5 cm nas últimas 24h

    Em 29 de novembro, a prefeitura decretou situação de emergência por risco iminente de colapso. Mina já afundou mais de 2,30 metros

    Imagem aérea da região da mina 18 da Braskem, em Maceió, que apresenta risco iminente de colapso (arquivo)
    Imagem aérea da região da mina 18 da Braskem, em Maceió, que apresenta risco iminente de colapso (arquivo) Reprodução/CNN

    Guilherme Padincolaboração para a CNN

    O afundamento da mina n° 18, da Braskem, em Maceió (AL), acelerou em um dia: foram 12,5 cm nas últimas 24 horas, segundo a Defesa Civil.

    Segundo o órgão, a velocidade vertical é de 0,52 cm por hora. Ontem, a velocidade era de 0,35 cm por hora. Ao todo, o acumulado é de 2,35 metros.

    A Defesa Civil permanece em alerta por causa do risco de colapso na mina no bairro do Mutange.

    Se recomenda que os moradores da região não passem pela área desocupada até que um novo comunicado seja emitido neste sentido.

    Os profissionais do órgão aplicam medidas de monitoramento e de controle na mina.

    Risco de colapso

    No dia 29 de novembro, a prefeitura de Maceió decretou situação de emergência por risco iminente de colapso de de uma mina da petroquímica Braskem na Lagoa Mundaú, no bairro do Mutange.

    Houve cinco abalos sísmicos na área no mês passado, segundo o governo alagoano. O possível desabamento poderia formar grandes crateras no local.