Ministério Público aciona duas escolas de Campinas (SP) por surto de Covid-19

Escola no interior de São Paulo informou que 34 docentes e um aluno foram infectados pelo novo coronavírus até o momento

Colégios em São Paulo retomaram as aulas presenciais
Colégios em São Paulo retomaram as aulas presenciais Foto: Reprodução/CNN Brasil (19.out.2020)

Por Mariana Catacci, da CNN, em São Paulo*

Ouvir notícia

 

O colégio particular de Campinas Jaime Kratz suspendeu as aulas presenciais nesta segunda-feira (1) devido a um surto do novo coronavírus  entre os professores da instituição. A previsão é de que as aulas aconteçam de forma remota até o dia 18 de fevereiro.

A escola informou que 34 docentes e um aluno foram infectados até o momento. Outros seis estudantes apresentam sintomas de Covid-19 e aguardam confirmação. 

 

O retorno às atividades presenciais ocorreu na última quinta-feira (25), com um sistema de rodízio entre os alunos. Em nota, a escola informa que apenas 35% dos estudantes estavam presentes na escola por dia, cumprindo medidas de distanciamento social e desinfecção.

O colégio também afirma ter notificado o Sistema de Informação e Monitoramento do Estado (Simed) e a Delegacia de Ensino sobre a ocorrência. 

O Ministério Público de São Paulo (MPSP) pediu esclarecimentos à unidade de ensino, exigindo detalhes sobre os fatos e informações sobre os protocolos de segurança sanitária adotados  para prevenção à disseminação do coronavírus. Foi fixado prazo de 10 dias para o envio das respostas.

O MPSP ainda acionou o Colégio Farroupilha, também situado em Campinas, pelo mesmo motivo. 
Até a publicação desta matéria, a CNN não conseguiu estabelecer contato com a instituição de ensino.

* Sob supervisão de Evelyne Lorenzetti

Mais Recentes da CNN