Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Mochila é encontrada na área de buscas por desaparecidos no Amazonas

    Polícia Civil do estado confirma que a localização do objeto; embarcação foi achada mais cedo

    Pedro Osorioda CNN

    Em São Paulo

    A Polícia Civil do Amazonas informou neste domingo (12) que uma mochila foi encontrada na área das buscas pelo indigenista Bruno Araújo Pereira e pelo jornalista inglês Dom Phillips, desparecidos há uma semana na região do Vale do Javari, no oeste do estado.

    Ainda não há confirmação de que o objeto pertence a um dos desaparecidos.

    Foto da mochila encontrada em área de buscas por desaparecidos
    Mochila encontrada em área de buscas por desaparecidos / União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja)

    Mais cedo, a União das Organizações Indígenas do Vale do Javari (Univaja) informou que foi encontrada uma embarcação na região das buscas.

    Pereira é funcionário licenciado da Funai (Fundação Nacional do Índio). Phillips trabalha para o jornal “The Guardian”.

    Equipes da Operação Javari, que fazem as buscas, encontraram no sábado (11) um local onde vestígios foram observados – como a beira de um barranco onde uma embarcação poderia ter sido arrastada. Próximo a esse local foi encontrada a embarcação, que foi encaminhada, assim como as informações sobre o achado, para a Polícia Federal.

    A PF ainda não informou se a embarcação pertence a Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como Pelado, preso temporariamente por determinação da Justiça por suspeita de envolvimento no desaparecimento da dupla.

    Material examinado

    Na sexta-feira (10), equipes que integram a Operação Javari localizaram “material orgânico aparentemente humano” no Rio Itaquaí, próximo ao porto de Atalaia do Norte, no Amazonas.

    O conteúdo foi encaminhado para análise pericial pelo Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal. Também serão analisadas no instituto amostras de sangue encontradas na embarcação de Amarildo, apreendida na quinta-feira (9.

    Também no sábado, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) emitiu uma resolução com solicitações ao governo brasileiro a respeito do paradeiro da dupla.