Morre o psicanalista e escritor Contardo Calligaris

Calligaris tinha 72 anos e a causa da morte não foi divulgada; a informação foi dada pelo filho, o diretor de cinema Max Calligaris, nas redes sociais

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Morreu nesta terça-feira (30) o psicanalista e escritor Contardo Calligaris, aos 72 anos de idade. A informação foi dada pelo filho, o diretor de cinema Max Calligaris, nas redes sociais.

No post, o filho do italiano escreveu: “‘Espero estar à altura’. Diante da proximidade da morte, essa foi a frase do meu pai. Ele se foi agora. 1948-2021 Max Calligaris”.

O psicanalista enfrentava um câncer e estava internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo. No último domingo (28) espalhou-se nas redes sociais que Calligaris havia morrido – a fake news foi desmentida por Max em um comunicado no Instagram.

Calligaris nasceu em Milão, na Itália, e foi dramaturgo. Autor de diversas obras literárias, ele mantinha uma coluna no jornal Folha de S. Paulo desde 1999. 

Em entrevista à CNN, em março do ano passado, o psicanalista analisou o comportamento das pessoas diante no início da pandemia do novo coronavírus. Para Calligaris, havia “loucura do lado dos que negavam o perigo vírus”. 

Ele também falou sobre como as pessoas viam o isolamento social. “Cada um sofre com o confinamento por razões que têm a ver com sua história pessoal, da sua singularidade. Há pessoas que a solidão é bastante natural e, por isso, não estão sofrendo. Já para outras, é doloroso”, disse. 

Italiano radicado no Brasil, Calligaris era doutor em psicologia clínica pela universidade de Provença, na França. Estudou na mesma instituição em que Jean Piaget palestrava, na Suíça, e teve aulas com Roland Barthes (1915-1980) e Michel Foucault (1926-1984). 

Contardo Calligaris
O escritor e psicanalista Contardo Calligaris, de 72 anos, que morreu nesta terça-feira (30), em São Paulo
Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo

Mais Recentes da CNN