Mourão diz que Forças Armadas permanecem na Amazônia até abril de 2021

De acordo com o vice-presidente, o governo tem recurso 'suficiente' para manter os militares na região

Caroline Rosito,

da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

 

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta segunda-feira (26) que o governo federal vai prorrogar a Operação Verde Brasil II até abril de 2021. O decreto da Garantia da Lei e da Ordem (GLO), em vigor, previa a presença de militares das Forças Armadas na região até novembro desse ano.

“Vamos prorrogar até abril. A decisão está tomada. Tem que assinar entre esta semana e a semana que vem. Vou falar com o general Heleno [ministro do Gabinete de Segurança Institucional] para fazer essa prorrogação”, afirmou Mourão.

De acordo com o vice-presidente, o governo tem recurso “suficiente” para manter os militares na região. Segundo Mourão, do total de R$ 400 milhões alocados para a operação, restam cerca de R$ 180 milhões.

Leia também:
Em passeio, Bolsonaro se irrita com cobrança sobre o preço alto do arroz
Após críticas, Salles pede desculpa e Ramos diz que diferenças foram apaziguadas
Fundo Amazônia tem 40 projetos paralisados que somam R$ 1,4 bilhões
PF: grilagem e madeira ilegal são principais causas de desmatamento na Amazônia

Mourão durante coletiva em Rio Branco, no Acre
Mourão durante coletiva em Rio Branco, no Acre
Foto: Bruno Batista/VPR (23.set.2020)

“Nós precisamos prosseguir porque a gente quer entrar em um círculo virtuoso de queda do desmatamento. É o nosso compromisso que a gente tem que derrubar isso aí. E para derrubar a gente precisa ter gente em campo fiscalizando”, explicou o vice.

Mourão afirmou ainda que o Conselho Nacional da Amazônia, presidido por ele, irá se reunir na próxima terça-feira para discutir planejamento estratégico e fazer uma avaliação da Operação Verde Brasil II.

Mais Recentes da CNN