Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    MP apura suposta prática de turismo sexual por youtuber norte-americano na Bahia

    Auston Holleman fez uma série de vídeos em Salvador explicando como seria "fácil" manter relações com mulher no Brasil

    Youtuber Auston Holleman durante vídeo em uma praia de Salvador, na Bahia
    Youtuber Auston Holleman durante vídeo em uma praia de Salvador, na Bahia Reprodução/Youtube

    Da CNN

    O Ministério Público da Bahia (MP-BA) iniciou, nesta segunda-feira (20), uma investigação para apurar uma suposta prática de crime de turismo sexual pelo youtuber norte-americano Auston Holleman.

    Entre o fim de 2022 e o começo de 2023, Holleman publicou uma série de vídeos pelas ruas de Salvador, na qual relata o quão fácil seria manter relações com uma mulher no Brasil.

    Em um dos casos, ele conta sobre como estava andando na rua e foi abordado por uma mulher e que após cinco segundos eles estavam se beijando. Segundo ele, isso seria “normal no Brasil”.

    Posteriormente, ele pegou o número dela e eles marcaram de sair. O youtuber alega que a moça ficava “se esfregando” em seu braço e que ela teria dito que o rapaz era carinhoso, além de ter perguntado sobre sua vida e sua família.

    No canal de Holleman no YouTube, que tem mais de 50 mil inscritos, há também postagens alegando que brasileiras desejam estabilidade financeira para encontros, além de imagens de exibição com mulheres de biquínis. Há vídeos com a mesma temática em outros países.

    O influenciador incentiva os estrangeiros que estão assistindo o vídeo para que peguem seus passaportes e venham para o Brasil.

    Após ser alvo de críticas, Holleman apagou um dos vídeos e afirmou, pelas redes sociais, que um “punhado de brasileiros vai arruinar a reputação do Brasil se continuar me atacando”. “Eu amo o povo do Brasil. Mas essas pessoas negativas precisam me deixar em paz”, continuou.

    Procurado pela CNN, o Ministério Público diz que “instaurou procedimento para apurar suposta prática de crime de turismo sexual por parte dele”. “As informações estão sendo devidamente analisadas para adoção das providências cabíveis”.

    A CNN também tenta contato com o youtuber, mas ainda não obteve retorno.

    (*Publicado por Douglas Porto com informações de Beatriz Gabriele)