Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    MP do RS autua estabelecimentos por venda abusiva em meio a enchentes

    Segundo órgão, foram mais de 680 denúncias em todo o estado. Em alguns locais, o galão de água estava sendo vendido a R$ 80

    Águas invadem a avenida Guaíba e o calçadão da praça Araguaia em razão das fortes chuvas e do vento sul na região do Guaíba, no bairro Ipanema, na zona sul de Porto Alegre (RS)
    Águas invadem a avenida Guaíba e o calçadão da praça Araguaia em razão das fortes chuvas e do vento sul na região do Guaíba, no bairro Ipanema, na zona sul de Porto Alegre (RS) Donaldo Hadlich/Código 19/Estadão Conteúdo - 13.mai.2024

    Thais Magalhãescolaboração para a CNN

    O Ministério Público do Rio Grande do Sul autuou ao menos 65 estabelecimentos que estariam comercializando produtos com preços abusivos em meio as enchentes que atingem o estado. Ao todo, foram recebidas 680 denúncias, das quais 315 já foram apuradas em Porto Alegre e outras cidades região metropolitana.

    A maioria das autuações foi registrada em mercados e postos de gasolina, onde dois funcionários foram presos. O MP fiscalizou também farmácias, empresas de caminhão pipa e pontos de revenda de gás e água. Segundo o órgão, em alguns estabelecimentos o galão de 20 litros estava sendo vendido a R$ 80.

    As denúncias foram feitas por meio de um e-mail criado pelo órgão para recebimento de casos de aumentos ocorridos depois das enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul. Para o promotor de Justiça Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, o número alto de denúncias refletiu a necessidade de criar um meio exclusivo para esse tipo de caso.

    “Percebemos que o consumidor precisa ter um canal rápido para denunciar quando se depara com um produto comercializado acima do preço, ainda mais nesse momento de crise”, diz o promotor. Novas denúncias devem ser encaminhadas para o e-mail precoabusivo@mprs.mp.br para serem investigadas pelo órgão.

    Tópicos

    Tópicos