MP-RJ recomenda busca ativa de “atrasados” da segunda dose da vacinação

No estado, mais de 143 mil pessoas não retornaram no intervalo correto para completar a imunização

Aplicação de dose da vacina contra a Covid-19 em agentes de segurança na zona central do Rio de Janeiro
Aplicação de dose da vacina contra a Covid-19 em agentes de segurança na zona central do Rio de Janeiro Foto: Dikran Junior/Enquadrar/Estadão Conteúdo

Elis Barreto*,

da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) emitiu uma recomendação para que sete municípios façam busca ativa de pessoas que tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19, mas que não retornaram para tomar a segunda dose na data estipulada pelas secretarias municipais de Saúde.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, só no estado do Rio de Janeiro, 143 mil pessoas ainda não foram imunizados com as duas doses no intervalo correto, até o momento. No país, a pasta informou que há 1,5 milhão de brasileiros na mesma situação de atraso. 

Os municípios de São Gonçalo, Niterói, Maricá, Rio Bonito, Silva Jardim, Tanguá e Itaboraí foram notificados para seguir as recomendações do Ministério de Saúde e ir atrás dessas pessoas que não retornaram, por meio de contato telefônico ou visita domiciliar.

O MP-RJ estabeleceu um prazo de dez dias para que os municípios cumpram as medidas cabíveis, e informem o andamento para o órgão. De acordo com a promotora, caso as providências não sejam adotadas, os gestores locais poderão responder por improbidade administrativa. 

Procurados para comentar a recomendação feita nessa quinta-feira e para explicar quais medidas tomarão, os sete municípios ainda não se manifestaram até o momento.

*Sob supervisão de Stéfano Salles

Mais Recentes da CNN