Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Mulher dá à luz em elevador no Mato Grosso: “Noite mais doida da minha vida”

    Bárbara Trindade Passos Casela, de 34 anos, deu à luz Joana após duas horas em trabalho de parto

    Beatriz CarneiroBárbara BrambilaManoela Carluccida CNN

    em São Paulo

    Bárbara Trindade Passos Casela, de 34 anos, deu à luz uma menina, em pé, no elevador do condomínio onde mora, no Bairro Jardim Tropical, em Cuiabá, por volta das 2h18 da madrugada da última quinta-feira (16).

    O trabalho de parto, que começou quando ela estava em casa, durou duas horas e a bebê nasceu com 37 semanas e quatro dias.

    Emocionada e com a filha nos braços, Bárbara contou à CNN que começou a sentir contrações por volta da meia-noite e, em seguida, chamou o marido Laércio Amaro Alves, de 36 anos, para fazer o último registro da filha ainda na barriga.

    Bárbara Trindade Passos Casela posa para última foto antes de dar à luz / Arquivo pessoal

    A bebê, que nasceu prematuramente, recebeu o nome de Joana Casela Amaro em homenagem à avó paterna.

    A mãe contou que o parto da criança estava previsto para o final de março. Ela lembra que o marido chamou a vizinha e a mãe dela, Deise Maria Trindade Passos, de 58 anos, que mora a alguns quarteirões da sua casa.

    Foi a mãe, enfermeira, que fez os primeiros socorros ainda em casa e no elevador.

    Após a pequena Joana nascer, os pais e a avó só tiveram tempo de mostrar a menina para o irmão mais velho, Petrus Casela Amaro, de 4 anos.

    / Divulgação

    Em seguida, com Joana enrolada em uma toalha nos braços da mãe, o marido e a sogra ligaram para o hospital para realizar os procedimentos médicos.

    Logo após a chegada no hospital, Bárbara e Joana foram internadas. Apesar da mãe receber alta, a bebê precisou receber cuidados no local. A previsão de alta é para este domingo (19).

    O pai Laércio também falou à CNN e disse que Joana é “pura adrenalina, essa menina vai ser o agito da família”.

    Laércio resumiu o dia em que a pequena nasceu: “Joana me ensinou que agora não sou mais ‘eu’ quem planejo as coisas, mas sim ‘nós planejamos’”.

    / Divulgação