Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Não existe fatalidade em construções irregulares, diz presidente do Crea-RJ

    Em entrevista à CNN, o presidente do Crea-RJ, Luiz Consenza, afirmou que a questão dos prédios ilegais precisa ser resolvida imediatamente

    Da CNN, em São Paulo

     

    Em entrevista à CNN, o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ), Luiz Consenza, afirmou que “não existe fatalidade” em construções irregulares. Na madrugada desta quinta-feira (3), um homem e uma criança, pai e filha, morreram após o desabamento de um prédio em Rio das Pedras, na zona oeste do Rio de Janeiro.

    “Quando a engenharia comete um erro, pode matar muita gente de uma vez só”, disse Consenza.

    Tais erros podem se tornar recorrentes em comunidades bastante habitadas que, segundo ele, devem ser consideradas cidades. O engenheiro cita como exemplo a tragédia na comunidade de Muzema, onde 24 pessoas morreram em 2019, após o desabamento de dois prédios irregulares.

    “Tanto Rio das Pedras como Muzema são cidades. Depois que se tornam cidades, passa a ser um problema social sem tamanho”, completa. 

     

    Segundo Consenza, o problema do desabamento em Rio das Pedras pode ter sido na coluna de sustentação da frente, que não resistiu. “Essas colunas são feitas de acordo com o terreno”, explicou o presidente do Crea-RJ.

    “Um local como aquele precisa de um estudo de solo para fazer uma base com segurança”, afirmou.

    O presidente do Crea-RJ, Luiz Consenza, conversou com a CNN
    O presidente do Crea-RJ, Luiz Consenza, conversou com a CNN sobre o desabamento em Rio das Pedras (03.jun.2021)
    Foto: Reprodução / CNN

    (Publicado por Camila Neumam)