‘Não houve negociação com AstraZeneca para a compra de vacinas’, diz Paulo Skaf

A declaração diz respeito à afirmação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de que o setor privado estaria negociando a compra de vacinas AstraZeneca

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmar que o setor privado estaria negociando a compra de vacinas AstraZeneca, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, disse em entrevista à CNN que não houve negociação com o laboratório para a compra dos imunizantes.

“Desconheço qualquer negociação com a AstraZeneca. Só vamos pensar em comprar vacinas na situação extraordinária em que o fornecedor não queira vender para o governo, o que não é a realidade atualmente. Todos os fabricantes de vacina no mundo querem vender para governos”, disse Skaf.

“Estamos nos colocando à disposição para a compra de vacinas, logística ou para ajudar a informar a população. Estamos oferecendo ajuda naquilo que pudermos.” 

Skaf fez questão de reiterar que o setor privado só vai entrar nas negociações se o laboratório não quiser negociar com o Estado.

“A Pfizer não vende para o setor privado. A AstraZeneca e outros laboratórios estão priorizando governos. Se surgir alguma proposta concreta em que o produtor tenha vacina aprovada pela Anvisa e não queira vender para o governo, o setor privado está disposto a comprar,” disse o presidente da Fiesp.

Paulo Skaf, presidente da Fiesp
Paulo Skaf, presidente da Fiesp
Foto: CNN (26.jan.2021)

(Publicado por Sinara Peixoto)
 

 

Mais Recentes da CNN