Oitavo suspeito é preso por envolvimento nas mortes de tio e sobrinho na Bahia

Bruno e Yan Barros da Silva foram mortos após suspeita de furto de carne em uma unidade do supermercado Atakarejo, em Salvador

Silvana Freire*, da CNN em Salvador

Ouvir notícia

A Polícia Civil da Bahia prendeu o oitavo suspeito de envolvimento nas mortes de Bruno e Yan Barros da Silva, tio e sobrinho. Os dois foram assassinados após suspeita de furto de carne em uma unidade do supermercado Atakarejo, em Salvador (BA).

De acordo com a titular da 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico), delegada Zaira Pimentel, o homem já tem passagem por tráfico de drogas.

Na segunda-feira (10), seis pessoas suspeitas de envolvimento na morte de Bruno e Yan foram presos. 

Entre os presos na operação, realizada em conjunto com o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) do estado, estão três seguranças do mercado e três pessoas identificadas pela polícia como traficantes.

Relembre o caso

Bruno Barros da Silva, de 29 anos, e seu sobrinho, Yan Barros da Silva, de 19 anos, foram encontrados mortos no porta-malas de um carro em 26 de abril após furtarem um supermercado Salvador.

Familiares das vítimas afirmam que os dois foram entregues pelos seguranças do supermercado a traficantes e há suspeita de que as vítimas foram torturadas antes de morrer. 

Em nota divulgada dias após o crime, o supermercado Atakarejo informou que o caso tratava de fatos relacionados à segurança pública e que colaborava com informações necessárias aos policiais. 

(*Com informações de Murillo Ferrari e Flávia Martins, da CNN, em São Paulo)

 

Mais Recentes da CNN