Operação da PF contra desvios nos Correios e mais da tarde de 4 de agosto

5 Fatos Tarde repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN

Ouvir notícia

A operação contra desvios nos Correios, os números positivos da produção industrial brasileira e o veto do presidente Jair Bolsonaro a um auxílio a profissionais de saúde estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta terça-feira, 4 de agosto de 2020. 

Veto de Bolsonaro

Conforme antecipado pela CNN, o governo federal vetou o projeto de lei que previa um pagamento de compensação financeira no valor de R$ 50 mil a profissionais da saúde prejudicados pela Covid-19. A decisão foi publicada em despacho assinado por Jair Bolsonaro (sem partido) no Diário Oficial da União.

Correios

A Polícia Federal cumpriu 12 mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro e São Paulo, em residências de investigados e sedes dos Correios. O prejuízo causado pela quadrilha é estimado em R$ 94 milhões.

Fies

O Ministério da Educação (MEC) divulga o resultado dos candidatos pré-selecionados para o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) do segundo semestre. O MEC divulga também o resultado da segunda chamada para o ProUni do segundo semestre de 2020. As informações estão nos sites oficiais de cada programa.

Produção industrial 

A produção industrial brasileira avançou 8,9% em junho, na comparação com maio, segundo divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa foi a segunda alta seguida da indústria. O resultado mensal foi o mais elevado desde junho de 2018, quando o setor retomou a produção logo após a greve dos caminhoneiros.

Furacão 

Pelo menos uma pessoa morreu na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, com a passagem do fenômeno climático Isaias considerado furação de categoria 1. Com ventos de mais de 136 km/h, o fenômeno causou chuvas torrenciais e inundações.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

 

Mais Recentes da CNN