Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ao menos três pessoas morrem em operação da PM no Complexo da Maré, no Rio

    Pelo menos uma das vítimas fatais era um policial

    Da CNN

    Ao menos três pessoas morreram na manhã desta terça-feira (11) durante uma operação da Polícia Militar no Complexo da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro. Pelo menos uma das vítimas fatais era policial.

    Por meio de nota, Hospital Federal de Bonsucesso informou que quatro pessoas baleadas deram entrada na unidade após o tiroteio. “Dois dos baleados deram entrada já em óbito. Um agente policial veio a óbito já no hospital. Com isso, três dos quatro baleados socorridos na unidade vieram a óbito. Apenas um dos quatros feridos, um agente policial, se encontra internado no hospital. Apesar do estado grave de saúde, ele permanece estável no momento”, diz o texto.

    Moradores relataram à CNN que a comunidade convive com um tiroteio intenso iniciado ainda na madrugada.

    De acordo com a PM, a ação tem como alvo integrantes de uma quadrilha especializada em roubo de veículos em importantes vias expressas da capital fluminense. Pelo menos quatro carros foram localizados pelos agentes.

    Até o momento, dois suspeitos foram presos e uma pistola foi apreendida. Durante a ação, agentes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) teriam localizado um esconderijo de drogas na Maré, que também seria utilizado para embrulhar os entorpecentes.

    Os bombeiros chegaram a ser acionados, pois um ônibus foi incendiado na Avenida Brasil, na altura da Fiocruz Manguinhos, em represália à atuação dos agentes. Não há informações de vítimas.

    Segundo a PM, a avenida foi desobstruída por volta das 11h. A corporação credita o incêndio a criminosos que possuem o intuito de desmobilizar a operação que ocorre na Maré.

    A Linha Amarela, que registrou bloqueios, também teve o tráfego liberado.

    De acordo com a Rio Ônibus, 31 veículos já foram incendiados nos últimos 12 meses.

    Ao todo, 42 escolas municipais do Rio de Janeiro ficaram fechadas por causa da operação. Além disso, 4 unidades de saúde da Maré e uma em Madureira, que são geridas pelo município, também tiveram as atividades interrompidas nesta terça-feira.

    (com informações de Bruno Laforé, Dayres Vitória e Pedro Duran)