Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Operação na Maré: polícia apreende metralhadora que fura paredes e derruba aviões

    Metralhadora .30 está entre as mais de 15 armas recolhidas das ruas pela Polícia Militar do Rio de Janeiro

    Pedro Duranda CNN

    Uma arma de guerra foi encontrada em meio à operação da Polícia Militar e do Batalhões de Operações Especiais, o Bope, no Complexo da Maré. A metralhadora Browning M1919 de calibre .30 estava sendo usada por traficantes do Terceiro Comando Puro, o TCP, e foi apreendida pela polícia junto com outras 15 armas.

    A arma foi usada em conflitos internacionais, como a Segunda Guerra Mundial, as Guerra do Iraque, Coreia e Vietnã e a Revolução Cubana. A arma tem capacidade de disparar 200 tiros por minuto e alcance de até 3 mil metros.

    “Essa arma é de calibre restrito, somente as Forças Armadas podem ter acesso a ela. É um armamento extremamente perigoso, que é usada apenas em conflitos sérios, como guerras civis”, explica o professor da FGV-EAESP Rafael Alcadipani, especialista em segurança pública.

    “Isso mostra que a gente está perdendo a guerra contra o crime organizado e exige ações mais urgentes para controlar esse tipo de arma na cidade do Rio de Janeiro e do Brasil e evitar que esses traficantes continuem tendo cada vez mais poder de fogo”, completa ele.

    A ação também teve a apreensão de 11 fuzis, cinco pistolas e uma espingarda calibre .12. Ao todo, 24 pessoas foram detidas e pelo menos três morreram, entre elas um sargento do Bope. O objetivo inicial era prender uma quadrilha que roubava carros, mas o confronto se intensificou durante o avanço dos PMs na comunidade.