Operação no Jacarezinho tem recorde de mortes em ação oficial da Polícia Civil

Único caso registrado com mais mortes é uma chacina na Baixada, em 2005

Leandro Resendeda CNN

Ouvir notícia

 

Com pelo menos 25 mortos e cinco feridos, a operação policial deflagrada nesta quinta-feira (6)  no Jacarezinho, favela da Zona Norte do Rio, é a maior ação oficial comandada pela polícia em número de mortos na história do Rio de Janeiro de acordo com levantamento feito pelo Grupo de Estudos de Novos Ilegalismos da Universidade Federal Fluminense (UFF) que tem base de dados sobre o tema desde 1989. A Polícia Civil deflagrou operação contra organização criminosa responsável por homicídios, roubos, sequestros e aliciamento de menores no RJ e informou que um policial morreu na ação. As outras 24 pessoas mortas seriam suspeitos de envolvimento com o crime.

Em 2005, um grupo de policiais militares matou 29 pessoas nas cidades de Nova Iguaçu e Queimados, no caso conhecido como “Chacina da Baixada”. A ação naquela ocasião, entretanto, não foi oficial, mas em protesto contra troca nos comandos dos batalhões da área e é considerada a maior em número de óbitos na história do Rio – mas era uma ação clandestina, assim como a chacina de Vigário Geral, na Zona Norte do Rio, que deixou 21 mortos em 1993.

 

“O que aconteceu hoje não foi obra de um grupo de extermínio, como no caso de 2005. É uma operação que ocorreu em um momento em que o Supremo Tribunal Federal já decidiu por proibir ações policiais em favelas durante pandemia”, afirmou à CNN o professor Daniel Hirata, professor de Sociologia da UFF e coordenador do Geni, que recentemente apresentou estudos em audiências públicas no STF para discussão da letalidade policial.

Em junho de 2020, o ministro do STF Edson Fachin concedeu liminar que restringiu as operações policiais realizadas no Rio de Janeiro a casos “absolutamente excepcionais”, enquanto durar a pandemia do coronavírus. Em agosto de 2020, o plenário da Corte confirmou a decisão, ainda em vigor, e que determina que as ações devam ser comunicadas ao Ministério Público do Rio. A CNN procurou a instituição e aguarda retorno.

Desde a decisão de Fachin foram registradas, na Região Metropolitana do Rio,  22 ações policiais que terminaram com 3 ou mais pessoas mortas, de acordo com levantamento do Geni. Até outubro de 2020 foram três ações do tipo. De lá pra cá, foram 19 – o que significa, na avaliação do estudo, que a ordem do STF tem sido progressivamente desrespeitada. Em 2019, ano em que o Rio registrou o maior número de pessoas mortas por intervenção da polícia, foram 47 operações policiais que terminaram com pelo menos 3 óbitos.

Errata: O título desta reportagem dizia, erroneamente, que a operação no Jacarezinho tem recorde de mortes em ação oficial da Polícia Militar. Porém, trata-se de ação da Polícia Civil. O título foi corrigido.

Operação policial deixou pelo menos 25 mortos
Operação policial deixou pelo menos 25 mortos nas proximidades da estação Jacarezinho
Foto: Vanessa Ataliba/Zimel Press/Estadão Conteúdo

Mais Recentes da CNN