Paes segue Doria e anunciará flexibilizações no Rio nesta quinta-feira (29)

Alteração de regras vigentes está condicionada ao avanço da vacinação; medidas devem alterar limite de ocupação do comércio na segunda quinzena de agosto

Foto: CNN Brasil

Pedro Durán, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Com o avanço da vacinação na cidade do Rio de Janeiro, o prefeito Eduardo Paes (PSD) vai anunciar a flexibilização de atividades econômicas em uma entrevista coletiva marcada para a tarde desta quinta-feira (29).

A CNN apurou que os anúncios da flexibilização estão vinculados com o avanço da vacinação.

O movimento segue o anúncio do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que decidiu derrubar os limites de horário e liberar 80% de ocupação no comércio no dia seguinte à aplicação da primeira dose da vacina em todos os moradores de São Paulo com mais de 18 anos. 

A previsão do estado de São Paulo e da cidade do Rio de Janeiro, no entanto, é ligeiramente diferente.

Enquanto a população paulista adulta deve ter a primeira dose aplicada até 16 de agosto, a população carioca com a mesma idade deve ser vacinada com a primeira dose até 18 de agosto.

“Vou ‘arregar’ dessa vez para você. Fico (com frio na barriga) com o dia 18/08 mesmo. Até porque você merece vencer essa. Sem você não teríamos a CoronaVac e a pressão por vacinas. O pai da vacina leva essa!”, brincou Paes com Doria no Twitter.

A mudança nas regras pode alterar a ocupação máxima do comércio. O decreto atual limita a 40% da capacidade a ocupação de lugares fechados e 60% da capacidade os lugares abertos. Isso inclui além do comércio em geral e em shoppings, a área cultural. As regras valem para museus, bibliotecas, cinemas, teatros, casas de festa e shows além do entretenimento em geral. 

As regras atuais mantém suspenso o funcionamento de boates, danceterias e salões de dança e a realização de festas que necessitem autorização. Em bares, lanchonetes, restaurantes, quiosques da orla está permitido apenas o consumo por clientes sentados, distantes 1,5 metros e com mesas de até oito lugares.

Na última entrevista coletiva para atualizar a situação da pandemia na cidade, o secretário de saúde do Rio, Daniel Soranz, anunciou que essas medidas estavam prorrogadas até dia 9 de agosto como forma de frear o vírus.

“A gente sabe que é um momento muito difícil para as pessoas, as medidas restritivas estão sendo prorrogadas até o dia 9/8, não é fácil para a sociedade, imagino que cada um tenha uma história de vida e que deva ter as suas situações, os seus problemas, suas condições de saúde mental. Mas a gente ainda precisa da colaboração de todos pra evitar a disseminação ainda mais veloz da Covid-19”, disse

Mais Recentes da CNN