Passageiros vindos de 4 países serão obrigados a fazer quarentena em SP

Decisão vale para voos do Reino Unido, Irlanda do Norte, África do Sul e Índia; Anvisa recorre na Justiça

Bruna Macedoda CNN

São Paulo

Ouvir notícia

Passageiros vindos do Reino Unido, Irlanda do Norte, África do Sul e Índia, inclusive brasileiros, vão ser obrigados a fazer quarentena ao desembarcar no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. A  Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tenta reverter a decisão da 2ª Vara Federal de Guarulhos.

Com a nova medida, que já está em vigor, todos os passageiros que tiverem passado por esses países e desembarcarem em Guarulhos (SP) terão de permanecer em quarentena durante 15 dias. Do contrário, essas pessoas não poderão pegar um novo voo doméstico no país.

A Anvisa recorreu da decisão na noite de sexta-feira (20). Em nota, a agência afirma que a determinação prejudica o estado de São Paulo e o Brasil como um todo, pois sem a possibilidade de pegar um voo doméstico, os viajantes vão se deslocar no país de carro ou ônibus. Isso, segundo a Anvisa, dificulta o rastreamento da circulação da variante Delta no Brasil.

Sobre o prejuízo a São Paulo, o órgão acredita que muitas pessoas não têm condições de bancar duas semanas de quarentena hospedados na cidade de Guarulhos e, por isso, acabarão permanecendo no aeroporto durante o período, o que também aumenta a possibilidade de transmissão de variantes do coronavírus.

Anvisa recorre de decisão que impõe quarentena a passageiros de quatro países / Getty Images

Mais Recentes da CNN