Pescador morre após passagem do ciclone Yakecan pelo Rio Grande do Sul

As informações são de que o homem estava na Ilhota do Arado e tentou voltar de barco para Porto Alegre

Equipe do Corpo de Bombeiros resgatou corpo de homem no Rio Grande do Sul, após passagem do ciclone Yakecan
Equipe do Corpo de Bombeiros resgatou corpo de homem no Rio Grande do Sul, após passagem do ciclone Yakecan Corpo de Bombeiros Militar - RS

Giulia Alecrimda CNN*Ingrid Oliveirada CNN

Ouvir notícia

Um homem de 51 anos morreu no Rio Grande do Sul após a passagem do ciclone subtropical Yakecan, que atingiu o Sul do Brasil na noite de segunda-feira (16).

Segundo o Corpo de Bombeiros, o corpo de um pescador foi encontrado no Lago Guaíba na manhã desta terça-feira (17).

As informações são de que o pescador estava na Ilhota do Arado e tentou retornar para Porto Alegre, quando o barco em que ele estava virou por conta da situação climática. A outra pessoa a bordo foi resgatada com vida.

O Yakecan chegou à costa do Rio Grande do Sul e deve passar por Santa Catarina e Paraná, além do sul do estado de São Paulo, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

As rajadas de vento podem chegar a 100 quilômetros por hora e evoluir ao longo do dia.

O diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), Armin Braun, afirmou em coletiva na segunda-feira (16) que os órgãos responsáveis já iniciaram os avisos de risco de desastre no Sul do país.

“Já estamos em coordenação com os municípios do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Já nos comunicamos com Ministério da Defesa, Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, Ministério da Cidadania e Ministério da Saúde. Sugerimos cadastrar o celular no número da Defesa Civil 40199, com CEP de onde mora para receber informações de alerta no celular”, disse.

Com informações de Yasmin Luz 

Mais Recentes da CNN