Pezão fala pela primeira vez a uma emissora de TV desde que deixou prisão

Ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho também falam em série que trata da corrupção no estado do Rio de Janeiro

Luiz Barbará*

Ouvir notícia
Anthony Garotinho
O ex-governador Anthony Garotinho durante entrevista para o CNN Séries Originais
Foto: CNN

Dos últimos oito governadores eleitos no Rio de Janeiro, cinco foram presos. Entre eles, Luiz Fernando Pezão e o casal Anthony e Rosinha Garotinho.

Além de terem governado o estado do RJ e serem levados para a prisão acusados de corrupção, os três guardam uma mágoa em comum: Sérgio Cabral (MDB), que os sucedeu no comando do estado. Condenado a mais de 280 anos de prisão e cumprindo pena no presídio de Bangu 8, na zona oeste do Rio de Janeiro, o emedebista virou inimigo político dos antigos aliados.

Para Garotinho e Rosinha, Cabral é o grande responsável pela corrupção no estado, e seria também o articulador de um esquema para incriminá-los. “Se ele for solto, ele é uma pessoa perigosa”, diz Anthony Garotinho.

A ex-governadora que hoje diz ter abandonado a vida política, passou a fazer bolos e doces em casa para sobreviver. Ela acredita que as denúncias feitas pelo marido contra Cabral foram responsáveis pelas acusações contra o casal. “Ele (Garotinho) mexeu com muita gente. E isso causou uma reação que chegou a nos causar a prisão”, argumenta Rosinha.

Leia e assista também
Vítima de atentado fala sobre crime e invasão de grileiros em quilombos no MA
Quilombolas denunciam invasão de búfalos em área protegida internacionalmente
Brasília 60 anos: busca por interiorizar o país ou blindar a classe política
Brasília 60 anos: Os ilustres desconhecidos do poder

Luiz Fernando Pezão
O ex-governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão fala pela primeira vez a uma emissora de TV desde que deixou a prisão
Foto: CNN Brasil

Quem também resolveu quebrar o silêncio foi o ex-governador Luiz Fernando Pezão. Pela primeira vez, Pezão dá uma entrevista a uma emissora de televisão depois que deixou a cadeia em dezembro do ano passado.

Para a série “Rio: os 7 pecados do poder”, do CNN Séries Originais, Pezão se diz surpreso com as delações de Cabral: “Por que o Sérgio não falou antes dos 14 depoimentos antes dele ser condenado, (por que) ele não falou de mim? Foi falar depois de 280 anos de condenação”, se defende Pezão.

Assim como o casal Garotinho, Pezão também acha que é vítima de uma perseguição comandada por Sérgio Cabral. Ele se considera inocente das acusações de corrupção no período em que foi secretário de obras, vice-governador e governador do Estado do Rio. “Eu tenho minha consciência tranquila. Poucos políticos foram investigados quatro anos e não se achou nada”, ressalta o ex-governador.

Apresentado por Evaristo Costa, o Séries Originais vai ao ar aos domingos, às 19h, na CNN. Conheça qual é o canal na sua operadora para assistir aos outros episódios.

*Da DOC. Films, especial para a CNN Brasil

Mais Recentes da CNN