PF combate migração ilegal de estrangeiros na região Norte do Brasil

Nove mandados de busca e apreensão foram expedidos em municípios do estado de Roraima

Policiais durante a operação "Open Border".
Policiais durante a operação "Open Border". Polícia Federal

Vianey Bentesda CNN

em Brasília

Ouvir notícia

A Polícia Federal realizou a operação “Open Border”, na manhã desta terça-feira (30), para combater a migração ilegal no Brasil.

Estão sendo cumpridos nove mandados de busca e apreensão, sendo dois no município de Bonfim, na fronteira brasileira com a Guiana, e sete em Boa Vista – todos expedidos pela 4ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária de Roraima.

As investigações começaram com a prisão em flagrante de dois suspeitos, que entravam ilegalmente no Brasil com 21 estrangeiros em uma van para obter vantagens econômicas.

A organização criminosa, que atua na fronteira do Brasil com a Guiana, já teria feito a travessia de centenas de migrantes – sempre cobrando pagamento altos e em dólar.

Segundo a PF, o grupo agia durante a madrugada e tinha a participação de barqueiros que ajudavam na travessia do rio que separa os dois países.

Logo após passarem a fronteira, os migrantes ficavam escondidos na floresta, até serem contatados pelos responsáveis diretos pela travessia.

Os criminosos tinham uma estrutura que contava com motoristas, caseiros, olheiros e barqueiros, que garantiam a chegada das vítimas na cidade de Manaus, no estado do Amazonas.

A Polícia também descobriu que os envolvidos usavam no esquema hotéis e pousadas, onde ficavam os migrantes sem nenhum documento do Brasil ou da Guiana.

Eles possuíam, indica a investigação, relacionamentos com outros países, como a República Dominicana.

O nome da operação faz referência a “Fronteira Aberta”, trato dado à fronteira pelos suspeitos.

Mais Recentes da CNN