Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PF mira grupo que movimentou R$ 271 milhões em nova operação contra garimpo ilegal no Território Yanomami

    Operação Nau dos Quintos cumpre mandados de busca e apreensão e bloqueio de bens

    Elijonas Maiada CNN

    em Brasília

    A Polícia Federal (PF) deflagrou nova operação contra um grupo que movimentou R$ 271 milhões em quatro anos no Território Yanomami.

    A ação desta terça-feira (28), chamada de Nau dos Quintos, tem o objetivo de investigar suspeitos de receberem valores para a compra de ouro ilegal em Roraima. São cumpridos três mandados de busca e apreensão contra empresários, além do bloqueio de bens.

    As investigações tiveram início após uma denúncia anônima indicar que o proprietário de uma loja de materiais para construção no estado estaria utilizando a empresa para movimentar valores para aquisição de ouro de origem criminosa.

    A apuração indicou a origem das informações. Segundo a PF, análises da movimentação dos envolvidos endossaram as suspeitas, de forma que eles receberiam valores de centenas de pessoas físicas e jurídicas relacionadas com o comércio de minerais. Algumas, inclusive, alvos de outras ações da Polícia Federal.

    Um dos suspeitos, o proprietário da microempresa de materiais para construção no estado, teria movimentado R$ 162 milhões. A empresa, que atua regularmente no mercado de construção civil, também seria utilizada para movimentar esses valores ilegais.

    Outro suspeito, cujos rendimentos declarados são de apenas R$ 40 mil, teria movimentado em suas contas mais de R$ 12 milhões.

    No total, os envolvidos investigados no esquema teriam movimentado R$ 271 milhões em um período de quatro anos.

    Essa é a terceira operação no mês da PF contra suspeitos de financiar garimpo ilegal em Roraima.