Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PF prende hacker que vazou dados de 223 milhões de brasileiros

    Investigação aponta que homem de 24 anos invadiu sites do TSE, Exército e Senado; ele estava foragido por romper tornozeleira eletrônica

    Elijonas Maiada CNN

    A Polícia Federal prendeu, nesta terça-feira (9), um hacker suspeito de ser responsável pelo maior vazamento de dados do Brasil, com a divulgação de informações de 223 milhões de brasileiros, entre vivos e já falecidos.

    O homem, de 24 anos, conhecido como Vandathegod, foi detido em Feira de Santana (BA), a 100 km de Salvador, e estava foragido desde novembro de 2023.

    Ele já havia sido preso em março de 2021, na Operação Deepwater, que apurou o vazamento dos dados de brasileiros, mas ficou foragido após romper tornozeleira eletrônica que utilizava por conta das investigações.

    O detido também já foi alvo de outras operações. Em 2019, foi alvo da Operação Defaced, realizada pela Polícia Civil de Minas Gerias, como suspeito de ter invadido os sites da corporação, do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), do Tribunal de Justiça de Goiás e do Exército Brasileiro.

    O hacker divulgava os dados em um fórum na internet, segundo a PF. A página era especializada em troca de informações sobre atividades cibernéticas. Nesse site, eram apresentadas informações de pessoas físicas e jurídicas, como CPF e CNPJ, nome completo e endereço.

    Conforme a PF, a divulgação de parte dos dados sigilosos foi feita gratuitamente por um usuário do fórum que, ao mesmo tempo, expôs a venda o restante das informações sigilosas — elas poderiam ser adquiridas com criptomoedas.