Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PM da reserva atira e mata porteiro depois de agredir esposa em Pernambuco

    Sindicato dos Trabalhadores em Condomínio convocou uma manifestação para a segunda-feira (19)

    Autor dos disparos é um major médico da reserva da PMPE, de 60 anos, que não teve a identidade revelada
    Autor dos disparos é um major médico da reserva da PMPE, de 60 anos, que não teve a identidade revelada Reprodução

    Luan Leãoda CNN*

    São Paulo

    Um policial militar da reserva matou a tiros o porteiro do prédio onde ele morava no bairro de Boa Viagem, zona sul de Recife, em Pernambuco, na última sexta-feira (16).

    Policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) foram acionados, por volta das 21h, para uma ocorrência na rua Tenente João Cícero. Segundo a Polícia Militar, um homem teria agredido a esposa e, em seguida, atirado contra o porteiro do condomínio. A mulher fugiu e se escondeu em um apartamento vizinho.

    O autor dos disparos é um major médico da reserva da PMPE, de 60 anos, que não teve a identidade revelada, o porteiro foi identificado como José Washington de Santana, de 53 anos.

    Um circuito de segurança mostra o militar da reserva indo até a portaria para saber onde estaria a mulher. Ele se aproxima da porta e começa uma discussão com o porteiro, na sequência, saca a arma e aponta para a vítima. Em um primeiro momento, José Washington tenta segurar a mão do militar, a conversa segue e o homem continua com a arma na mão. Depois, o militar atira duas vezes contra o porteiro, e volta para o seu apartamento.

    De acordo com a polícia, o homem ficou isolado no apartamento até a chegada dos policiais, o perímetro chegou a ser isolado para que fossem iniciadas negociações para que ele se entregasse, mas o homem já havia tirado a própria vida.

    A Polícia Civil do estado informou que um inquérito policial foi instaurado e maiores informações serão repassadas após a completa elucidação dos fatos.

    O Sindicato dos Trabalhadores em Condomínio (SIEEC), publicou em suas redes sociais, uma convocação para um protesto na segunda-feira (19), às 07h da manhã, na frente do condomínio onde José Washington foi morto. “O SIEEC (Sindicato dos Trabalhadores em Condomínios) está em LUTO pela morte trágica do trabalhador porteiro e nesse momento representantes do sindicato estão no IML, no bairro de Santo Amaro, no Recife. Não vamos parar!”, diz a publicação.