Polícia do Rio de Janeiro investiga ataque antissemita em Copacabana

Panfletos com discurso de ódio contra judeus foram espalhados em frente a sinagoga do bairro

Viaturas da Polícia Civil do Rio de Janeiro
Viaturas da Polícia Civil do Rio de Janeiro Carlos Magno/Governo do Estado do Rio de Janeiro

Isabelle Resendeda CNN

No Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A Polícia Civil do Rio de Janeiro instaurou um inquérito para investigar os responsáveis pela distribuição de panfletos com discurso de ódio contra a comunidade judaica, em Copacabana, na zona sul da capital fluminense. O episódio mais recente aconteceu na tarde do último sábado (9), dia sagrado para os judeus (Shabat). Os panfletos com a frase “Judeus – acumuladores compulsivos de ouro, diamantes e dólares” foram jogados em uma rua próxima a uma sinagoga e a um clube judaico.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), por volta das 16h30, um carro de cor preta passou pelo local e uma pessoa que estava dentro do veículo lançou os folhetos na calçada.

Essa não foi a primeira vez que panfletos com discurso de ódio contra judeus são espalhados próximos a sinagogas. Em agosto de 2021, fato semelhante foi registrado na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro.

O presidente da Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro (Fierj), Alberto David Klein, disse à CNN que o ataque não irá intimidar a comunidade judaica e que a Federação está à disposição para auxiliar o trabalho dos investigadores.

“O objetivo é sempre o mesmo: nos intimidar, gerar medo, insegurança, colocar a comunidade em pânico, mas seguiremos denunciando, e apoiaremos as investigações da Polícia Civil”, declarou Klein.

Em nota, a Polícia Civil disse que diligências estão em andamento para esclarecer os fatos e que a investigação segue sob sigilo.

A vereadora e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara de Vereadores, Teresa Bergher (Cidadania), disse que irá cobrar da polícia rigor na investigação.

“Vivemos um momento em que o discurso de ódio vem ganhando muito espaço aqui no Brasil. E o antissemitismo aflora com o surgimento de grupos neofascistas. Vou acompanhar as investigações e cobrar da polícia rigor na apuração. Precisamos descobrir quem está por trás de tanto rancor contra os judeus”

Mais Recentes da CNN