Polícia Federal nega ter encontrado corpos dos desaparecidos na Amazônia

Organização desmentiu os boatos que circulam nas redes sociais e afirmou que as buscas fluviais e o reconhecimento aéreo na região do Rio Itaquaí continuam

Equipes de resgate fazem buscas pelo jornalista britânico Dom Phillips e pelo indigenista Bruno Pereira no Vale do Javari, na floresta amazônica brasileira
Equipes de resgate fazem buscas pelo jornalista britânico Dom Phillips e pelo indigenista Bruno Pereira no Vale do Javari, na floresta amazônica brasileira 05/06/2022 Ministério da Defesa/Divulgação via REUTERS

Júlia Vieirada CNN

São Paulo

Ouvir notícia

A Polícia Federal do Amazonas, por meio do Comitê de Crise, negou neste sábado (11) que tenha encontrado os corpos do indigenista Bruno Araújo Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips, correspondente do jornal “The Guardian”, que desaparecem no domingo (5) no Vale do Javari.

“Não procedem as notícias que estão circulando nas redes sociais no sentido de que os corpos dos desaparecidos foram encontrados”, diz comunicado da PF.

Sendo assim, o comitê prossegue com as buscas fluviais e o reconhecimento aéreo na região do Rio Itaquaí, último local em que os dois foram vistos.

De acordo com a PF, os “materiais orgânico aparentemente humanos” encontrados no rio, próximo ao porto de Atalaia do Norte, na última sexta-feira (10) já estão em posse do Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal para análise.

Também serão periciadas no instituto amostras de sangue encontradas na embarcação de Amarildo da Costa de Oliveira, 41 anos, conhecido como “Pelado”, na quinta-feira (9). Ele está preso em flagrante por porte de munição de uso restrito.

 

 

Mais Recentes da CNN