Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polícia identifica mais 3 torcedores envolvidos em briga que matou torcedora do Palmeiras

    Suspeitos também teriam arremessado garrafas de vidro durante o tumulto; Gabriela Anelli, atingida no pescoço pelo objeto, foi socorrida, mas não resistiu

    Torcedora do Palmeiras Gabriela Anelli morreu aos 23 anos após confusão nos arredores do Allianz Parque
    Torcedora do Palmeiras Gabriela Anelli morreu aos 23 anos após confusão nos arredores do Allianz Parque Reprodução/Redes Sociais

    Danúbia BragaCarolina Figueiredoda CNN

    São Paulo

    A Polícia Civil de São Paulo identificou mais três torcedores que arremessaram garrafas durante a briga que terminou com morte da palmeirense Gabriela Anelli, de 23 anos, nos arredores do Allianz Parque no começo do mês.

    Um dos suspeitos de atirar garrafas no sábado (8) era da própria torcida do Palmeiras, mas a polícia não acredita que ele tenha sido o responsável pela morte da vítima, atingida no pescoço pelo objeto. No entanto, a hipótese só será confirmada após a perícia. Os outros dois suspeitos eram da torcida do rival, Flamengo.

    “Dependemos do resultado da perícia que fizemos no sábado, onde recriamos o local dos fatos, virtualmente. As investigações prosseguem”, diz a delegada-chefe do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) de São Paulo, Ivalda Aleixo.

    “Pelas imagens, foram identificados três torcedores que arremessaram garrafas de vidro durante a confusão. Um deles era da torcida do Palmeiras, porém tudo indica que a garrafa arremessada pelo palmeirense não foi a causadora da morte da Gabriela. Porém, ainda estamos aguardando a conclusão da perícia. Os outros dois identificados eram da torcida do Flamengo”, afirmou.

    *Publicado por Pedro Jordão, da CNN