Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polícia investiga acidente de trânsito que matou bebê na véspera do Natal em Niterói

    Segundo fontes da Polícia Civil, motorista que provocou o acidente já foi indiciado por morte no trânsito após colisão no início do ano passado

    Rafaela Cascardoda CNN

    No Rio de Janeiro

    A Polícia Civil do Rio de Janeiro está investigando o acidente de trânsito que matou o bebê Davi Marques Pelegrino, na véspera do Natal, após uma colisão entre o veículo onde estava a criança e outro carro, conduzido por um motorista que havia ingerido bebida alcoólica, na Estrada Francisco da Cruz Nunes, em Itaipu, Niterói.

    Segundo o delegado titular da 81ª DP (Itaipu), Lauro Rangel, responsável pelas investigações, a intenção é colher o quanto antes os depoimentos dos pais, Vinicius Pelegrino e Yasmin Pelegrino, que também estavam no carro no momento do acidente. O pai deverá ser ouvido nesta terça (27).

    O motorista responsável pela batida, Lucas Alves de Azeredo Araujo, de 24 anos, fez exame de alcolemia, que constatou que ele havia ingerido bebida alcoólica, mas sem perda das capacidades psicomotoras. Por isso, ele vai responder em liberdade por homicídio culposo e por lesão corporal culposa.

    Em depoimento à polícia, o condutor do veículo, que trabalha como garçom, teria dito que tomou sete chopps. De acordo com fontes da Polícia Civil, Lucas já havia sido indiciado por morte no trânsito, após acidente que aconteceu no início do ano passado.

    Imagens mostram o veículo da família saindo de um shopping quando é atingido por trás, em alta velocidade, pelo carro de Lucas. Davi estava na cadeirinha de bebê, mas com o forte impacto foi deslocado dentro do veículo.

    Um médico que mora na região chegou a prestar os primeiros socorros e o bebê foi levado para o hospital, mas não resistiu. Além da morte do recém-nascido, de apenas 1 mês e 15 dias, o acidente deixou a mãe da criança ferida. Yasmin precisou levar 20 pontos na cabeça, mas passa bem.

    Há relatos da família das vítimas de que, além do motorista, mais quatro pessoas estavam no veículo que provocou o acidente. Os quatro fugiram sem prestar socorro. O motorista também tentou fugir, mas não conseguiu porque precisou de atendimento médico.

    O bebê foi enterrado nesta segunda-feira (26), sob forte emoção e pedidos por justiça, no Cemitério Municipal de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio.