Polícia investiga acusações de tortura de Jairinho a outras duas crianças

Acusação partiu de ex-namorada de Dr. Jairinho, preso preventivamente por investigação da morte do menino Henry Borel

Pedro Duran, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O chefe da polícia civil da cidade do Rio de Janeiro, Antenor Martins, informou que o médico e vereador Dr. Jairinho passou a ser alvo de um segundo inquérito que apura acusações de tortura contra crianças. A investigação foi aberta na Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima, a DCAV.

“O que existe até agora são agressões a duas crianças de ex-namoradas e as agressões que levaram à morte do menino Henry, então até o presente momento é uma criança morta e duas crianças que teriam sido agredidas anteriormente”, disse Martins.

Uma dessas mulheres é a ex-namorada de Jairo Souza Santos Júnior, o doutor Jairinho, que já havia prestado depoimento para a polícia antes da prisão do parlamentar e não tinha revelado nenhum tipo de agressão contra ela ou seus filhos.

Ex-namorada do vereador Dr. Jairinho deve prestar novo depoimento nesta sexta
Ex-namorada do vereador Dr. Jairinho deve prestar novo depoimento nesta sexta-feira (16)
Foto: Vitor Brugger – 8.mar.2021/Am Press & Images/Estadão Conteúdo

 

Nessa sexta-feira (16), a mulher, que é assistente social, voltou a prestar depoimento e mudou a versão que havia contado, à exemplo da empregada e da babá que trabalhavam na casa de Jairinho e também apresentaram novas versões à polícia.  

“Essa testemunha agora ela veio se retratar e agora ela relata agressões contra ela e contra o seu filho (…). O delegado considerou isso muito relevante e indispensável”, disse Martins.

A reportagem da CNN está tentando localizar os novos advogados de Jairo Souza Santos Júnior para questioná-los sobre as novas acusações, mas até o momento não conseguiu contato.

Mais Recentes da CNN