‘Por enquanto está tudo suspenso’, diz governador do Pernambuco sobre festas

“Enquanto o isolamento social for necessário, não podemos falar de grandes festas. Vamos ter que esperar momento mais adequado," disse governador de Pernambuco

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O governador do Pernambuco, Paulo Câmara, rechaçou a ideia de realizar grandes festas enquanto a situação da pandemia no estado não estiver controlada. A declaração foi feita um dia após o estado atingir a marca de 100 mil casos do novo coronavírus. 

“Enquanto o isolamento social for necessário, não podemos falar de grandes festas. Vamos ter que esperar momento mais adequado. Por enquanto tudo está suspenso.”

Leia também

Pernambuco fará testes em quem teve contato com casos leves da Covid-19

Cacique Aritana Yawalapiti, liderança indígena do Alto Xingu, morre por Covid-19

Ele diz que o monitoramento da doença é feito de maneira diária pelo comitê de crise do estado e que a confirmação da festa ou seu cancelamento terá que esperar.

Paulo Câmara
Paulo Câmara (PSB), governador de Pernambuco
Foto: CNN (06.ago.2020)

Situação no interior

Apesar de o Pernambuco ter atingido a triste marca de seis dígitos de casos de Covid-19, Câmara diz que a situação no estado está “administrada”.

“Aproveitamos que o vírus demorou para chegar no interior e montamos leitos em Caruaru, Petrolina e outras cidades do interior. Quando o vírus começou a crescer no sertão e agreste, as estruturas de saúde estavam reforçadas,” disse o governador. 

“Pacientes do interior, hoje, conseguem ser atendidos sem precisar realizar grandes deslocamento.”

Julho foi o mês com menos óbitos no estado desde maio. A ocupação de leitos de UTI em Pernambuco atualmente é de 64%.

(Edição: Sinara Peixoto)

 

Mais Recentes da CNN