Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Pré-Carnaval: veja os blocos de rua que desfilam em SP e no RJ neste domingo

    Acadêmicos do Baixo Augusta, em São Paulo, e Bloco da Favorita, no Rio, são destaques do dia

    Bloco Céu na Terra lota ruas do bairro de Santa Teresa, na região central do Rio
    Bloco Céu na Terra lota ruas do bairro de Santa Teresa, na região central do Rio Tomaz Silva/Agência Brasil

    Da CNN*

    O domingo de pré-Carnaval será marcado pelos desfiles de blocos de rua em São Paulo e no Rio de Janeiro. Na capital paulista, 80 deles vão às ruas da cidade. Já no Rio, 34 blocos marcam presença.

    Destaques do pré-Carnaval em São Paulo

    • Acadêmicos do Baixo Augusta

    Foliões curtem o Carnaval de rua de São Paulo no bloco Acadêmicos do Baixo Augusta, um dos maiores da cidade.
    Desfile do Acadêmicos do Baixo Augusta é um dos maiores da cidade / TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO CONTEÚDO

    Fundado em 2009 por moradores do centro, o Acadêmicos do Baixo Augusta é hoje o maior bloco de carnaval da capital, em que chega a reunir mais de 1 milhão de pessoas. Em 2024 o bloco celebrará 15 anos de história com uma comemoração à altura, com desfile pela Rua da Consolação no dia 4 de fevereiro, domingo, a partir das 15h.

    Sob o tema “Resiste Amor em SP”, o bloco terá Criolo, Fafá de Belém, Jaloo, Tulipa Ruiz, Marisa Orth, Simoninha e a Orquestra Sinfônica de Heliópolis no lineup. Alessandra Negrini vestirá um figurino de Rainha Debutante e Thelminha entrará como diva do bloco.

    Acadêmicos do Baixo Augusta: dia 4 de fevereiro (domingo), concentração às 14h no cruzamento da Rua da Consolação com a Avenida Paulista.

    • Monobloco

    Desfile do Monobloco no Ibirapuera no Carnaval de Rua de SP de 2023 / Marcos Credie

    Como o próprio slogan da banda diz, tudo vira festa com o Monobloco. Com mais de 20 anos de história, o conjunto começou como uma oficina de batucada no Rio e acabou se transformando em bloco na capital fluminense e em São Paulo. Cerca de 400 mil foliões acompanharam o trio na capital paulista no ano passado na região do Parque Ibirapuera.

    Neste ano o bloco também deve arrastar uma multidão no dia 4 de fevereiro ao longo da Avenida Pedro Álvares Cabral, com início do desfile a partir das 15h. Sucessos como “É Hoje”, “Taj Mahal” e “Explode Coração” junto da bateria do Monobloco, com uma centena de ritmistas, deverão animar os foliões com seus ritmos carnavalescos.

    Monobloco: dia 4 de fevereiro (domingo), concentração às 14h na altura do Obelisco do Ibirapuera, na Avenida Pedro Álvares Cabral.

    • Megabloco do Fervo

    Tido como o maior bloco da Zona Norte de São Paulo, o Bloco do Fervo é formado por integrantes do Fervo Samba Show, composto por integrantes de diversas agremiações paulistanas.

    A região entre Santana e Tucuruvi é palco para o desfile do bloco, que sairá no dia 4 de fevereiro às 14h em trajeto pela Avenida Luis Dumont Villares.

    Megabloco do Fervo: dia 4 de fevereiro (domingo), concentração a partir das 13h na Avenida, 1501, em Santana/Tucuruvi.

    • Saia de Chita

    O Saia de Chita desfila em São Paulo desde 2007 e abre sorrisos dos foliões com seu cortejo de composição autoral e pela pluralidade. O traje que dá nome ao bloco é recomendado para que a alegria fique ainda mais contagiante.

    Neste ano o bloco sairá no dia 4 de fevereiro e terá concentração a partir das 8h na Rua Gurupá, na região da Pompeia, com saída às 9h e dispersão às 14h.

    Vale dizer que a versão kids do bloco, para ser curtido junto das crianças, ocorre um dia antes: o Sainha de Chita tem início às 11h do sábado (3) na Praça Rio dos Campos.

    Saia de Chita: dia 4 de fevereiro (domingo), concentração a partir das 8h na Rua Gurupá, 03, na Pompeia.

    Destaques do pré-Carnaval no Rio

    Logo no início da manhã, já tem blocos no centro da cidade, como o Bloco da Favorita, o Cordão do Boitatá e o Fogo e Paixão, todos começando entre as 7h e as 8h.

    “Às vésperas de mais um desfile do bloco brega Fogo e Paixão, o frio na barriga contrasta com o calor que sempre domina o Largo de São Francisco de Paula. Certamente seremos muito felizes neste domingo e pode apostar que não vai faltar brilho!”, conta Pedro Martins, um dos organizadores do Fogo e Paixão, que estreou no carnaval em 2011.

    “O bloco é brega”, resumiu outro organizador do Fogo e Paixão, João Marcelo Oliveira. “Nós somos um bloco de música brega; nosso visual é brega. O repertório é brega. Quanto mais brega, melhor. A gente adora brega”.

    As músicas tocadas são as dos grandes ícones bregas, como Sidney Magal, Reginaldo Rossi, Rosana, Fagner.

    “Nosso padrinho é o Wando”. Mas o bloco toca os bregas mais atuais também. “As sofrências, os funks mais bregas entram também no repertório. A gente tem sorte de ter escolhido um tema que continua sempre produzindo material.”

    João Marcelo afirmou que o bloco faz questão de descaracterizar a palavra brega como ela era usada de forma pejorativa.

    “O brega, para a gente, não é ruim. Para nós, o brega é muito. É aquela sofrência demais, o colorido demais. É excesso de alegria, de fogo, de paixão. Para a gente, isso é o brega”.

    A bateria do Fogo & Paixão é denominada Sem Limite e composta por 140 integrantes, além de dois cantores, dois sopros e um guitarrista. A equipe de produção e apoio tem entre 25 e 30 pessoas.

    Ainda na manhã de domingo, tem Suvaco de Cristo (no Jardim Botânico), o infantil Gigantes da Lira (em Laranjeiras) e Empolga às 9h (em Ipanema), todos na zona sul.

    Ao longo do dia haverá desfiles e apresentações também em outros bairros como Méier, Grajaú, São Cristóvão e Engenho de Dentro (na zona norte), além de Vila Valqueire e Bangu (na zona oeste).

    *Com informações da Agência Brasil