Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Quatro suspeitos morrem em troca de tiros com a polícia em Salvador (BA)

    Estado lidera o ranking brasileiro para mortes decorrentes de intervenção policial

    Policial militar de Salvador
    Policial militar de Salvador Divulgação/Polícia Militar

    Felipe Souzada CNN

    Quatro suspeitos de tráfico de drogas morreram em confronto com a polícia na noite de quarta-feira (25) no Bairro da Paz, em Salvador.

    Segundo a Polícia Militar, agentes realizavam patrulhamento na região quando receberam denúncia de que homens armados estavam traficando entorpecentes em um evento na rua 7 de Setembro.

    De acordo com a corporação, os policiais se depararam com um grupo de indivíduos que efetuaram disparos de armas de fogo, o que iniciou uma troca de tiros.

    Quatro suspeitos foram encontrados feridos e foram levados ao Hospital Menandro de Faria, mas morreram na unidade.

    Com os suspeitos, os policiais apreenderam dois revólveres de calibre 38, duas pistolas de calibres 380 e .45 e 39 porções de maconha.

    O material apreendido foi encaminhado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde a ocorrência foi registrada.

    Procurada pela CNN, a Polícia Civil da Bahia, que enviou uma nota:

    Conforme registro no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, guarnições da Rondesp Atlântico foram recebidas a tiros na Rua Sete de Setembro, no Bairro da Paz, em Salvador, quando realizavam rondas na região, na noite de quarta-feira (25). As equipes revidaram e, após o confronto, quatro indivíduos foram localizados ao solo. Eles foram socorridos ao Hospital Menandro de Faria, mas não resistiram. Foram apreendidos dois revólveres, duas pistolas e porções de maconha.

    Veja também: Terror da milícia prejudica um milhão de pessoas no Rio

    Violência policial na Bahia

    A Bahia enfrentou recentemente uma onda de violência. O estado registrou mais de 40 mortes em confrontos com as forças de segurança em setembro de 2023.

    As mortes ocorreram em operações policiais nos bairros periféricos no estado da Bahia.

    As vítimas eram predominantemente ligadas a facções criminosas ou suspeitas de crimes graves. A polícia alegou que os confrontos envolveram trocas de tiros, mas também incluiu a morte de um policial federal que não tinha ligações criminais.

    Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, a Bahia é destaque pelos altos índices de violência, inclusive, liderando o ranking brasileiro de 2022 para mortes decorrentes de intervenção policial – em serviço e fora dele – com quase 1.464 homicídios.

    *Sob supervisão de Bruno Laforé