Reunião ministerial, 3ª parcela do auxílio emergencial e mais de 15 de junho

5 Fatos Tarde, apresentado por Roberta Russo, repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O depoimento do ex-secretário do Amazonas à CPI da Pandemia, a reunião do presidente Jair Bolsonaro com ministros e o pagamento da 3ª parcela do auxílio emergencial adiantado estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta terça-feira, 15 de junho de 2021.

Campêlo na CPI da Pandemia

A CPI da Pandemia está ouvindo o ex-secretário do Amazonas Marcellus Campêlo. É a primeira sessão com foco para as investigações da conduta de estados e municípios no uso das verbas federais. Campêlo pediu exoneração após ser detido pela Polícia Federal no início do mês. Ele foi solto após 5 dias e é investigado por supostas fraudes em contratação de hospital de campanha.

Reunião ministerial

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comandou no Palácio do Planalto uma reunião com ministros e presidentes de bancos públicos. De acordo com três fontes ouvidas pela CNN, a reunião do conselho de ministros discutiu a prorrogação do auxílio emergencial, a negociação de vacinas contra a Covid-19 e o formato do novo Bolsa Família.

Covid-19 nos esgotos do RJ

A concentração do vírus Sars-Cov-2 nos esgotos da Região Metropolitana do Rio de Janeiro nunca esteve tão alta como agora. A pesquisa é fruto de uma parceria entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e outras instituições.

Auxílio antecipado

O governo federal decidiu antecipar os pagamentos da terceira parcela do auxílio emergencial 2021 para o público inscrito via canais digitais e do cadastro único. O novo calendário foi publicado nesta terça-feira no Diário Oficial da União.

Sem máscaras em Israel

Israel retirou a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção contra a Covid-19 em locais fechados, nesta terça-feira, encerrando uma de suas últimas restrições principais, já que novas infecções pela doença continuaram a diminuir e o país continua vacinando. As crianças foram para a escola e os adultos trabalharam sem máscaras pela primeira vez em mais de um ano. Os israelenses não precisam usar máscaras ao ar livre desde abril.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN