Ricardo Barros na CPI da Pandemia, ‘distritão’ rejeitado e mais de 12 de agosto

Confira o '5 Fatos Manhã', com as principais notícias do dia

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O distritão rejeitado na Câmara e o depoimento do deputado Ricardo Barros na CPI da Pandemia são os destaques do 5 Fatos Manhã desta quinta-feira, 12 de agosto de 2021.

Distritão

O plenário da Câmara dos Deputados rejeitou o destaque da PEC da Reforma Eleitoral que previa a adoção do sistema conhecido como distritão para a eleição de parlamentares. A proposta havia sido aprovada nesta segunda-feira (9) pela comissão especial sobre o tema. O destaque teve 35 votos a favor e 423 votos contra; além de 4 abstenções.

Jair Bolsonaro

A CPI da Pandemia já colocou no papel os cinco possíveis crimes cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro que deverão constar no relatório final do senador Renan Calheiros. De acordo com documento elaborado por técnicos da CPI, são eles: crime de pandemia (artigo 267 do Código Penal), crime de curandeirismo (artigo 264 do Código penal), crime de Infração de Medida Sanitária Preventiva (artigo 268 do Código Penal), crime de Advocacia Administrativa (artigo 268 do Código Penal) e crime de Corrupção Passiva (artigo 317 do Código penal).

CPI da Pandemia

Após muita insistência para adiantar o depoimento, o líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), será ouvido hoje pela CPI da Pandemia. A oitiva é vista nos bastidores do Senado Federal como um dos mais aguardados pela cúpula da comissão. A convocação estava prevista antes do recesso parlamentar e passou por uma série de trâmites jurídicos, incluindo o acesso de Barros a todos os documentos que citaram o seu nome na CPI até o início de julho.

Flordelis

O advogado Ângelo Máximo, que representa a família do pastor Anderson do Carmo, pediu à justiça do Rio de Janeiro a prisão da deputada federal Flordelis dos Santos de Souza, que teve o mandato cassado pelo plenário da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (11). O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) informou, por meio de nota, que “se manifestará nos autos do processo, no momento que for notificado.” Já o Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) ainda não se pronunciou sobre o pedido de prisão.  

Paulo José

O ator Paulo José morreu nesta quarta-feira (11) aos 84 anos. A notícia foi confirmada pelo hospital CopaStar. Ele estava internado há 20 dias e faleceu em decorrência de uma pneumonia. Há mais de 20 anos, ele sofria de Mal de Parkinson, segundo comunicado da Rede Globo, emissora na qual estreou como ator, na novela ‘Véu de Noiva’, de Janete Clair, em 1969. 

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN