Rio de Janeiro tem atividades físicas coletivas liberadas em novo decreto

Prefeitura manteve a proibição de banhos de sol na faixa de areia; e prática de exercício físico deverá seguir as medidas preventivas

Movimentação na orla da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro (RJ)
Movimentação na orla da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro (RJ) Foto: Bruno Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo

Thayana Araujo e Elis Barreto, da CNN, no Rio de Janeiro e

Weslley Galzo, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), liberou nesta quarta-feira (14) a prática de atividades físicas individuais ou coletivas em áreas públicas da cidade, como praias, praças, parques e ruas. Os exercícios somente serão permitidos desde que não gerem aglomeração e atendam às medidas preventivas, como uso de máscara e distanciamento social. O decreto foi publicado no Dário Oficial Município.

A gestão municipal, no entanto, não especifica no documento o número de pessoas reunidas que passaria a caracterizar aglomeração, bem como não define quais práticas esportivas estão liberadas e se enquadram no quesito de atividades coletivas permitidas pela prefeitura – e que não geram multa por violações às regras sanitárias. 

“Essas atividades ao ar livre têm baixo risco de transmissão. Não há porque ficarem proibidas.”, avaliou Alberto Chebabo, infectologista e membro do Comitê Científico da Prefeitura do Rio, sobre a flexibilização das regras.

A medida manteve a proibição da presença de ambulantes, da realização de feiras e de banhos de sol na faixa de areia. As restrições também valem para parques e cachoeiras. Em contrapartida, o decreto permitiu a ampliação do horário de funcionamento de clubes a partir das 6h até as 21h. Antes, com as restrições, essas atividades só podiam começar às 11h.

As regras para o comércio, os serviços e as indústrias estão mantidas. O funcionamento presencial de bares e restaurantes está mantido até às 21h. A prefeitura do Rio decidiu flexibilizar as medidas restritivas na última sexta-feira (09). As novas medidas valem até a próxima segunda-feira (19).

A prefeitura acredita que as restrições impostas no último dia 26 de março indicaram uma queda nos atendimentos a pacientes com Covid. Só na última segunda-feira (12), 400 pessoas foram atendidas com suspeitas da doença, de acordo com o painel de atendimentos da Covid-19 do município. No último boletim epidemiológico o município do RJ foi classificado com risco muito alto.

 

Mais Recentes da CNN