Rio flexibiliza medidas restritivas e libera praias aos fins de semana

Decreto assinado pelo prefeito Eduardo Paes permite também que bares e restaurantes funcionem sem restrição de horário; medidas valem até o dia 20 de maio

Thayana Araujo, da CNN, no Rio de Janeiro 

Ouvir notícia

O prefeito Eduardo Paes liberou nesta sexta-feira (7) a presença de pessoas nas areias das praias no Rio de Janeiro aos fins de semana e feriados. Os vendedores ambulantes também podem voltar a vender nestes locais.

O novo decreto publicado nesta sexta no Diário Oficial do município também flexibilizou outras medidas restritivas contra o novo coronavírus: bares, lanchonetes, restaurantes e quiosques da orla não têm mais limitação de horário para fechar – música ao vivo, porém, só pode acontecer até às 23h. 

De acordo com as novas regras, que valem até o dia 20 de maio, casas de espetáculos podem abrir a partir de agora com 40% da capacidade. Salão de jogos, recreação infantil, parque de diversões, além de visitações turísticas também estão permitidos.

Todos os eventos mencionados, porém, precisam evitar aglomerações e filas de espera. A capacidade de lotação máxima para locais fechados será de 40% e eventos em locais abertos podem acontecer com 60% do público. O distanciamento mínimo de 1,5 metro entre os participantes está mantido. 

As academias de ginástica, piscinas, centros de treinamento e condicionamento físico estão autorizadas a funcionar, assim como as aulas em grupos, com a ocupação dos ambientes limitada uma pessoa a cada quatro metros quadrados. 

As atividades comerciais e de prestação de serviços localizadas no interior de shopping centers, centros comerciais e galerias de lojas também podem funcionar sem restrição de horário.

Seguem suspensos na capital fluminense, o funcionamento de boates, danceterias e salões de dança. Na quinta- feira (6), a taxa de ocupação para leito de UTI na cidade do Rio de Janeiro era de 96%.

Mais Recentes da CNN