Rio retoma “estágio de normalidade” após fortes chuvas que mataram uma pessoa

Centro de operações da prefeitura carioca informou que não deve haver chuva moderada nas próximas horas

Deslizamento de terra no bairro Monjolo, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro
Deslizamento de terra no bairro Monjolo, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro Reprodução/CNN Brasil (30.abr.2022)

Camille CoutoLéo Lopesda CNN

no Rio de Janeiro e em São Paulo

Ouvir notícia

A cidade do Rio de Janeiro retornou à normalidade, neste domingo (1), após as fortes chuvas, que deixaram uma pessoa morta e outras quatro feridas no sábado.

De acordo com o Centro de Operações da prefeitura carioca, não há previsão de chuva moderada para as próximas horas.

Por isso, o município foi classificado como em “estágio de normalidade”. “O município entrou em Estágio de Mobilização às 18h30 deste sábado (30/04). A cidade estava em Estágio de Atenção desde as 23h45 de sexta-feira (29/04) devido às condições do tempo”, informou o Centro.

“O Estágio de Normalidade, primeiro em uma escala de cinco, significa que não há ocorrências de grande impacto. Neste estágio, podem ocorrer pequenos incidentes, mas que não interfiram de forma significativa na rotina do cidadão”, acrescentou.

Uma pessoa morta em São Gonçalo

Uma pessoa morreu e quatro pessoas ficaram feridas no bairro Monjolos, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro na manhã deste sábado (30) por conta das chuvas fortes que atingem a área desde a noite de sexta-feira (29).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, as vítimas estavam em um valão e as quatro resgatadas com vida tiveram ferimentos leves.

Na cidade do Rio quatro casas foram atingidas por deslizamentos na Praça Seca, zona oeste da capital. Dois dos imóveis foram totalmente destruídos. De acordo com a Defesa Civil estadual, não há vítimas. Três famílias estão abrigadas na casa de parentes, e uma em um ponto de apoio da prefeitura.

A Defesa Civil recebeu 85 chamados desde a noite desta sexta-feira até às 11h de sábado (30). Trinta e oito sirenes foram acionadas em 24 comunidades onde havia risco para os moradores. Apesar da chuva mais fraca na manhã deste sábado, algumas ruas ainda permanecem alagadas como reflexo do temporal da noite anterior.

A Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá, uma das principais ligações entre as zonas Norte e Oeste, está interditada por conta dos riscos de deslizamentos de terra. A decisão pelo fechamento da via tem como base o critério protocolar adotado pelo Centro de Operações e Resiliência (COR-Rio), já que a estação do Sistema Alerta Rio no local registrou a marca de 192 mm de chuva em 12 horas.

Mais Recentes da CNN