Dezenove políticos foram assassinados no estado do RJ entre 2020 e 2021

Sandro do Sindicato, morto na manhã desta quarta-feira, é o terceiro vereador assassinado no estado do Rio só neste ano

Sandro do Sindicato é o terceiro vereador assassinado no Rio só em 2021
Sandro do Sindicato é o terceiro vereador assassinado no Rio só em 2021 Arquivo pessoal

Bruna CarvalhoCamille Coutoda CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga as circunstâncias do assassinato do vereador Alexsandro Silva Faria, conhecido como Sandro do Sindicato (Solidariedade), na manhã desta quarta-feira (13), na Baixada Fluminense.

Sandro é o terceiro vereador morto no estado em dez meses. Segundo levantamento do Grupo de Investigação Eleitoral (Giel) da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio), entre fevereiro de 2020 e outubro de 2021, o Rio contabiliza 19 execuções de políticos, entre eles, pré-candidatos, vereadores, ex-vereadores e assessores parlamentares.

Somente neste ano, além dos três vereadores, seis ex-candidatos a vereador e um assessor parlamentar foram vítimas da violência. Sandro do Sindicato dirigia uma van quando teve o veículo cercado por homens armados e foi executado com tiros de fuzil.

O vereador era montador de estrutura metálica e foi eleito ano passado para o primeiro mandato para a Câmara Municipal de Duque de Caxias com 3.247 votos.

Em setembro, outro vereador de Duque de Caxias, Joaquim José Santos Alexandre, o Quinzé, de 66 anos, foi assassinado. No lugar dele, assumiu Elson da Batata (PL). Em março, Danilo Francisco da Silva (MDB), vereador conhecido como Danilo do Mercado, e o filho dele, Gabriel da Silva, de 25 anos, foram executados. Quem assumiu a cadeira do parlamentar foi a filha do traficante Fernandinho Beira-Mar, Fernanda Costa.

Nesta quarta-feira (13), vereadores de Duque de Caxias se reúnem para cobrar providências das autoridades policiais. A reunião foi convocada pelo presidente da Casa, o vereador Celso do Alba (MDB).

Em nota, a Câmara Municipal de Duque de Caxias lamentou o caso e disse não haver informações sobre onde o corpo do vereador será velado.

Mais Recentes da CNN