Sábado gelado afasta cariocas das praias no Rio de Janeiro

Orla da zona sul teve pouca movimentação. Termômetros não devem passar da casa dos 20 graus no fim de semana

Frio afasta banhistas das praias do Rio de janeiro neste sábado (31/08)
Frio afasta banhistas das praias do Rio de janeiro neste sábado (31/08) Foto: Isabelle Saleme/ CNN

Isabelle Resende e Isabelle Saleme, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

 

Foi preciso coragem para sair de casa e praticar um exercício físico na manhã deste sábado (31). Pela manhã, os termômetros marcavam 17 graus na praia do Leme, na zona sul, e a movimentação no calçadão foi pequena. Se pouca gente vestiu o casaco para se exercitar, quase ninguém resolveu colocar o pé na areia. 

Segundo o Alerta Rio, a temperatura máxima não vai passar dos 22 graus no sábado, que tem mínima de 12. O motivo é a entrada de uma massa de ar frio, que deixou o céu encoberto. 

 

Bom mesmo só para os surfistas. O mar ficou agitado, com ondas de até quatro metros de altura. De acordo com a Marinha as condições de ressaca só começam a melhorar no período da noite. 

Nesta sexta (30), o avanço do mar foi tanto que provocou o fechamento temporário, por duas vezes, de um trecho da pista sentido Ipanema da Avenida Delfim Moreira, no Leblon. O campeão mundial de skimboard Lucas Fink aproveitou o alagamento causado pela ressaca para “pegar ondas” à beira-mar. Ele usou uma prancha sem quilha para deslizar sobre uma fina camada de água. O vídeo viralizou em redes sociais e mostra a calçada, a ciclovia e parte da via cheias d’água. 

Apesar do frio, não há previsão de chuva para os próximos dias. Já na terça-feira, segundo o sistema de meteorologia da prefeitura, a formação de um sistema de baixa pressão sobre o oceano vai deixar o tempo instável, com aumento de nebulosidade e previsão de chuva fraca a moderada, em pontos isolados, no período da noite.

Mais Recentes da CNN