Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    São Paulo registra queda no número de roubos de celulares na capital e no estado

    Segundo a Segurança Pública de São Paulo, no ano passado, em todo o estado, a polícia evitou cerca de 42 mil novos crimes de roubos de smartphones; já na capital, a redução foi de 11,9%

    Imagem de viatura da Polícia Militar de São Paulo
    Imagem de viatura da Polícia Militar de São Paulo Reprodução/ Twitter PMESP

    Dayres Vitoriada CNN

    A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) divulgou, nesta quinta-feira (22), um levantamento que aponta uma queda no número de roubos e furtos de celulares registrados ao longo de 2023 no estado paulista. Rua Augusta, Praça da Luz, República e Avenida Paulista, pontos que são cartões-postais da capital, tiveram redução significativa no número de casos.

    Segundo a SSP-SP, no ano passado, em todo o estado, a polícia evitou cerca de 42 mil novos crimes de roubos de smartphones. Somente na capital paulista, houve uma redução de 11,9% nos roubos e furtos de celulares na cidade.

    A famosa Avenida Paulista teve redução de 26% no total de delitos. De 5,1 mil casos registrados em 2022, houve uma queda para 3,8 mil em 2023. Nos últimos seis meses do ano passado, a queda foi de 41% nas ocorrências.

    Nas ruas Augusta e Consolação também houve uma diminuição nos roubos. As duas vias que possuem um alto fluxo de pessoas diariamente fecharam 2023 com uma queda de 7,6% e 8,9%, respectivamente, nos roubos e furtos de celulares.

    Já na Praça da Luz, localizada no bairro Bom Retiro, a queda foi de 59% nos delitos dessa natureza. As ocorrências despencaram de 1,7 mil, em 2022, para 726 no ano passado.

    Na Praça da República, um dos mais tradicionais logradouros da cidade de São Paulo, os roubos e furtos de aparelhos caíram 29,5%. Passaram de 1,9 mil, em 2022, para 1,3 mil registros em 2023.

    De acordo com o balanço da SSP-SP, a redução significativa na quantidade de casos se deve a uma ampliação no patrulhamento e um reforço constante na segurança do estado.

    Desde agosto, mais de 350 policiais militares foram deslocados para 35 pontos da região para reforçar a segurança no estado. O aumento organizado pela Polícia Militar busca garantir mais policiais em ativa nos dias e em horários de maior incidência criminal.

    Além das famosas vias turísticas da cidade de São Paulo, o estado como um todo também apresentou redução nos delitos de roubos e furtos de aparelhos-celulares. De janeiro a dezembro do ano passado, foram 296 mil ocorrências, 12,4% a menos que o mesmo período de 2022, quando 337,9 mil aparelhos foram subtraídos, o equivalente a 41,9 mil crimes a menos.

    O secretário da Segurança Pública de São Paulo, Guilherme Derrite, se manifestou após a divulgação dos dados:

    “Esse era um problema que vinha crescendo ao longo de 2022 em todo o território paulista e, dessa vez, conseguimos frear essa tendência e reverter a situação, com resultados positivos. Vamos continuar trabalhando para combater essas quadrilhas”, concluiu o secretário Guilherme Derrite.