Secretário de SP: Todos medirão temperatura antes de entrar na Baixada Santista

Segundo Marco Vinholi, secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, medida tem como objetivo evitar a disseminação do novo coronavírus

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 
Em entrevista à CNN nesta segunda-feira (21), Marco Vinholi, secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, afirmou que todos os cidadãos vão poder entrar nas cidades da Baixada Santista, mas vão precisar passar por barreiras sanitárias, como medir a temperatura. A medida tem como objetivo evitar a disseminação do novo coronavírus neste período de festas de final de ano.

“Atravessamos esse período da pandemia com muita atenção. Os municípios do litoral do estado têm se organizado. Primeiro, cancelaram as festas de Ano Novo, ou seja, as tradicionais festas na orla não vão acontecer”, disse. 

Assista e leia também:
Mortes por Covid-19 se multiplicam por 4 na Grande SP
Veja quais países suspenderam voos do Reino Unido por mutação da Covid-19
Ano novo: SP prevê bloqueio sanitário na Baixada Santista para evitar bate-volta

Praia do Gonzaga - Santos (SP)
Movimentação de banhistas na Praia do Gonzaga, em Santos, litoral sul de São Paulo
Foto: Guilherme Dionízio/Estadão Conteúdo

“Os prefeitos [também vão colocar] bloqueios sanitários na entrada das cidades. Todas as cidades da Baixada Santista terão esse bloqueio, com termômetro acompanhando todo fluxo de pessoas na entrada das cidades”, prosseguiu.

Segundo Vinholi, as barreiras sanitárias vão servir para verificar as temperaturas das pessoas. “Para entrar na cidade, todos podem, mas vão passar por uma barreira sanitária.”

No sábado (19), as prefeituras das regiões litorâneas de São Paulo pediram ajuda ao governo do estado para impedir aglomerações e desencorajar turistas a fazer o famoso “bate e volta” na virada. O receio é que haja uma explosão de infecções pela Covid-19.

(Publicado por: André Rigue)

Mais Recentes da CNN