Servidores da CET são vacinados contra a Covid-19 por engano

Segundo a secretaria municipal de Saúde de São Paulo, a imunização aconteceu por 'erro de comunicação'; agentes deveriam ter recebido a vacina contra a gripe

Profissional de saúde prepara dose de vacina contra o coronavírus
Profissional de saúde prepara dose de vacina contra o coronavírus Foto: Alexandre Silva/FotoArena/Estadão Conteúdo

Rafaela Lara, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A secretaria municipal de Saúde de São Paulo informou por meio de nota nesta quarta-feira (14) que houve um “erro de comunicação” que provocou a vacinação contra a Covid-19 de servidores da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), que não fazem parte do grupo prioritário da capital. 

Os funcionários da CET deveriam ter sido imunizados com a vacina contra a Influenza (gripe). Segundo a nota, eles estão aptos a receber esta vacina a partir desta quarta-feira (14). Os agentes já vacinados contra a Covid-19 “terão a segunda dose garantida para completar a imunização”, diz a secretaria.

Segundo a nota, houve um erro no envio de um e-mail nesta terça-feira (13). “Uma nova mensagem, corrigida, foi enviada na sequência.”

“Com relação à vacina contra Covid-19, a ampliação de novas categorias está atrelada à disponibilização de novas remessas de doses, conforme as diretrizes dos Programas Nacional e Estadual de Imunização”, diz a nota.

 A secretaria, no entanto, não esclarece quantos agentes foram imunizados equivocadamente. No último sábado (10), o governo de São Paulo iniciou a vacinação de profissionais da educação do estado, a partir de 47 anos. Os profissionais da segurança pública começaram a ser imunizados no dia 5.

Mais Recentes da CNN