‘Situação é desesperadora, não venham para a Baixada Santista’, diz prefeito

Em entrevista à CNN, prefeito de Santos, Rogério Santos (PSDB), reforçou a importância das novas medidas restritivas na região e pediu colaboração da população

Produzido por Vinícius Tadeu, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN, o prefeito de Santos, Rogério Santos (PSDB), falou sobre a grande quantidade de pessoas que ainda resistem às medidas de restrição para combater a Covid-19 e fez um apelo: “É um recado claro: não venham para a Baixada Santista. A situação é desesperadora.”

Santos defendeu medidas de restrição mais rígidas. “Esse é o ano de aplicar as medidas. Não podemos falar mais em desconhecimento. Já aprendemos e sabemos o que temos que fazer”, disse.

“É impensável que pessoas ainda façam protestos e resistam. Essa negação é muito difícil”, disse o prefeito.

Prefeito Rogério Santos falou sobre as medidas restritivas em Santos
O prefeito de Santos, Rogério Santos, falou sobre as restrições na Baixada Santista (21.mar.2021)
Foto: Reprodução / CNN

Para ele,  mesmo com a gravidade da situação há uma demora no entendimento da população. “É difícil você imaginar que nós estamos em guerra. A guerra que sempre imaginamos são aviões bombardeando e mísseis e não vemos isso, é um inimigo invisível. Então, boa parcela da população demora a aceitar, porque é difícil entender.”

Santos também falou sobre a importância de seguir as restrições, que vão endurecer nas nove cidades da Baixada Santista a partir da próxima terça-feira (23).

“Os indicadores de ocupação de leitos não servem apenas para que tomemos medidas de abertura deles, mas principalmente ações de isolamento”, afirmou.

Mais Recentes da CNN