Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    SP: Saiba como ajudar as pessoas em situação de vulnerabilidade no frio

    Temperaturas podem atingir mínimas de 3ºC na capital paulista nesta sexta-feira (30)

    Anna Gabriela Costa, da CNN, em São Paulo

    Ouvir notícia

    A madrugada desta quinta-feira (29) na capital paulista foi gelada e registrou mais um recorde de temperatura mínima em 2021, com média de 4,7°C na cidade. Em Marsilac, extremo sul de Parelheiros, a temperatura mínima foi negativa, com (-0,1°C). Até então, a menor média mínima este ano havia ocorrido no dia 20 de julho com 5,4°C, apontaram os termômetros das estações meteorológicas automáticas do Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas da Prefeitura de São Paulo (CGE).

    Muitas ações sociais estão sendo intensificadas nas noites de frio para dar suporte a estas pessoas. 

    Em São Paulo, a prefeitura deu início nessa quarta-feira (28) à montagem de uma estrutura emergencial para reforçar o acolhimento à população nas noites mais frias. Serão montadas cinco tendas em pontos estratégicos da cidade, para distribuição de sopa, cobertores, agasalhos e kits de higiene em diferentes regiões.

    Os pontos escolhidos foram a Praça da Sé (região Central), Praça Princesa Isabel (Luz), Largo da Concórdia (Mooca), Praça Salim Farah Maluf (Santo Amaro) e Praça Miguel Dell’erba (Lapa). A previsão é fornecer 5 mil pratos de sopa por noite nessas tendas, distribuir 3,2 toneladas de agasalhos e cobertores, além de kits de higiene. 

    Também serão disponibilizados ônibus para transportar as pessoas que desejarem ser acolhidas e pernoitar nos centros oferecidos pela prefeitura.

    A iniciativa “Noites Solidárias” acolhe 400 pessoas na estação Pedro II do metrô, entre os dias 28 e 31 de julho. 

    “A ação vai oferecer acolhimento emergencial para 400 pessoas na estação Pedro II do metrô (linha vermelha, próximo à praça da Sé). A partir das 20h até às 8h da manhã do dia seguinte, o abrigo, exclusivamente masculino, disponibiliza alimentação e água potável, colchões e cobertores, e 20 banheiros químicos para todos”, informou a prefeitura.

    São Paulo amplia centros de acolhimento nesta semana
    São Paulo amplia centros de acolhimento nesta semana
    Foto: Divulgação/Prefeitura de São Paulo

    O Fundo Social de São Paulo está recebendo cobertores novos, que serão destinados a entidades sociais, centros de acolhida e pessoas em situação de rua no estado. No ano passado, foram arrecadados 451 mil cobertores.

    Além das ações organizadas pelas autoridades, há diversos projetos sociais nos quais a sociedade se envolve em mutirões de ajuda. No projeto “Sorrisos e Alegria”, por exemplo, mutirões noturnos foram intensificados nesta semana para atender a população em vulnerabilidade com doações de cobertores, agasalhos e alimentos. 

    Ações sociais são intensificadas nas noites mais frias em São Paulo
    Ações sociais são intensificadas nas noites mais frias em São Paulo
    Foto: Christiam Silva/Projeto Sorrisos e Alegria

    Saiba como ajudar:

    Em São Paulo, as doações de agasalhos e cobertores podem ser deixadas nos seguintes postos de arrecadação:

    • CPTM – Todas as estações das Linhas 7-Rubi, 8-Diamante (exceto as estações Amador Bueno e Santa Rita), 9-Esmeralda, 10-Turquesa, 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade;
    • Metrô – Todas as estações das Linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e Linha 15-Prata;
    • ViaQuatro e ViaMobilidade – Todas as estações das Linhas 4-Amarela e 5-Lilás
    • EMTU – 13 Terminais de Ônibus Intermunicipais: Terminais São Mateus; Santo André Oeste; Santo André Leste; São Bernardo do Campo; Piraporinha (Diadema); Diadema; Jabaquara;  Terminal Taboão (Guarulhos); CECAP (Guarulhos); Vila Galvão (Guarulhos); Luiz Bortolosso (Osasco); Cotia e Carapicuíba.
    • EFCJ – Estações Emílio Ribas e Abernéssia, em Campos do Jordão; Estação Eugênio Lefèvre, em Santo Antônio do Pinhal e Estação Pindamonhangaba, em Pindamonhangaba. 

    Quer encaminhar uma pessoa para o abrigo? Veja como:

    A prefeitura está disponibilizando novas vagas para acolhimento nos próximos dias. A população pode ajudar solicitando uma abordagem social por meio da Central 156 (ligação gratuita), que funciona 24 horas.

    Além das vagas já oferecidas em abrigos, serão acrescidas 100 vagas a mais no Centro Esportivo Pelezão (Lapa) e outras 140 vagas que serão acrescentadas em vários centros já existentes espalhados pela cidade.

    Transporte:

    A SPTrans disponibiliza ônibus em pontos específicos do centro para transportar as pessoas até os Centros de Acolhida. Em alguns dos locais, os ônibus realizam até duas viagens. Abaixo seguem os pontos de partida:

    Partida:
    Praça da Sé: 16h, 17h e 19h
    Pateo do Collegio: 16h30 e 18h
    Praça Princesa Isabel: 18h
    Metrô Portuguesa-Tietê: 18h

    Quer colocar a “mão na massa”? Conheça alguns projetos:

    Se além de doar alimentos, agasalhos e cobertores você deseja se engajar nas ações e contribuir com a troca de sorriso, o acolhimento verbal e a satisfação de ajudar pessoalmente quem mais precisa, conheça alguns projetos sociais que atuam em São Paulo. 

    Autoridades e projetos sociais fazem mutirão para acolher pessoas em situação de
    Autoridades e projetos sociais fazem mutirão para acolher pessoas em situação de rua
    Foto: Christiam Silva/ Projeto Sorrisos e Alegria

    Mais Recentes da CNN