SP usa Pfizer como 2ª dose de AstraZeneca, agenda da CPI e mais de 13 de setembro

5 Fatos Tarde, apresentado por Evandro Cini, repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Auditor do TCU é suspenso por relatório falso sobre a pandemia, São Paulo vacina com Pfizer quem tem 2ª dose da AstraZeneca atrasada e a agenda da reta final da CPI da Pandemia estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta segunda-feira, 13 de setembro de 2021.

TCU suspende auditor

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu suspender, por 45 dias e sem salário, o auditor da Corte Alexandre Marques, que elaborou um documento para disseminar uma teoria, sem qualquer base em fatos, de que as mortes por Covid-19 no Brasil seriam superestimadas. Os dados foram usados, inclusive, pelo próprio presidente Jair Bolsonaro. Marques foi ouvido pela CPI da Pandemia.

2ª dose atrasada com Pfizer

A cidade de São Paulo começa a vacinar com doses da Pfizer as pessoas que começaram a imunização com a AstraZeneca, mas que não conseguiram completar a carteirinha por falta de doses. 340 mil moradores da capital estão nesta situação. Segundo as autoridades de saúde, o intercâmbio de vacinas é seguro e eficaz.

Entrega de AstraZeneca

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) retoma hoje a entrega de doses da AstraZeneca para o Programação Nacional de Imunizações (PNI). A instituição espera uma resposta do departamento de controle de qualidade da fábrica de Bio-Manguinhos para saber quantas doses da vacina serão enviadas. A estimativa é de 5 milhões de doses.

Aplicação da 3ª dose

Ainda sobre vacinação, 18 capitais brasileiras já começaram a aplicar a terceira dose da vacina contra a Covid-19 em sua população. É o que aponta um levantamento da agência CNN. A aplicação do reforço é para pessoas que fizeram algum tipo de transplante ou que tomaram a segunda dose ou dose única há pelo menos 28 dias, de acordo com o Ministério da Saúde. Idosos com mais de 70 anos que completaram o esquema vacinal há seis meses também devem receber o reforço.

Agenda da CPI da Pandemia

A CPI da Pandemia ouve, nesta terça, o possível sócio oculto do FIB Bank, Marcos Tolentino. Já o depoimento do suposto lobista da Precisa Medicamentos, Marconny Farias, está marcado para quarta-feira (15). Ambos já foram convocados a depor na primeira semana de setembro, mas não compareceram depois de apresentar atestados médicos como justificativa.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN