SP vacina pessoas com comorbidades e deficiência, de 50 a 54 anos, na sexta (14)

Grupos convocados pela campanha de vacinação deverão apresentar documentos que comprovem a condição de deficiência permanente ou comorbidade

Vacina da Pfizer começa a ser aplicada em Porto Alegre (06.mai.2021)
Vacina da Pfizer começa a ser aplicada em Porto Alegre (06.mai.2021) Foto: Reprodução / CNN

Weslley Galzo, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O governo do estado de São Paulo começará a vacinar a partir da próxima sexta-feira (14) pessoas com deficiência permanente que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e indivíduos com comorbidades, em ambos os grupos os interessados em receber a primeira dose da vacina contra Covid-19 devem ter entre 50 e 54 anos.

São esperadas 865 mil pessoas nessa etapa da campanha de vacinação. As pessoas com comorbidades somente poderão receber a vacina se apresentarem comprovantes de situação de risco, como exames, receitas, relatório médico ou prescrição médica. O Ministério da Saúde elenca quais são as doenças que se enquadram no critério de comorbidades.

 As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) poderão consultar o cadastro do paciente para atestar a situação de comorbidade e então administrar a vacina contra a Covid-19. Já as pessoas com deficiência permanente deverão apresentar o recibo de recebimento do BPC.

O estado de São Paulo é o primeiro no ranking de aplicação das duas doses das vacinas disponíveis no Programa Nacional de Imunizações (PNI), no entanto, cerca de 400 mil pessoas não completaram o esquema vacinal.

A coordenadora geral do Programa Estadual de Imunização, Regiane de Paula, fez um apelo para que as pessoas compareçam aos postos para receber a segunda dose.

Mais Recentes da CNN