Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Temos 482 locais classificados como área de risco na cidade de SP, diz Nunes

    Em entrevista à CNN nesta terça-feira (21), Ricardo Nunes afirmou que a prefeitura realiza o mapeamento de áreas de risco na capital

    Lucas RochaLayane Serranoda CNN em São Paulo

    A cidade de São Paulo enviou equipes e suprimentos para ajudar no socorro às vítimas das fortes chuvas em municípios do litoral paulista.

    Fortes chuvas provocaram alagamentos, estragos e deixaram ao menos 44 vítimas, segundo o governo do estado. De acordo com o governo, 1.730 pessoas estão desalojadas e 766 permanecem desabrigadas.

    Em entrevista à CNN nesta terça-feira (21), o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, afirmou que a prefeitura realiza o mapeamento de áreas de risco na capital.

    “Estamos mapeando todas as áreas de risco, e é bastante complexo. Nós temos 482 áreas que estão classificadas como áreas de risco. Temos quatro níveis de risco: R1, R2, R3 e R4. O R4 é o risco mais alto. Temos dentro do R4 12 mil residências que estão inseridas em áreas de R4″, disse.

    De acordo com o prefeito, ações de indenização realocação de moradores estão em andamento.

    “Aprovamos no ano passado uma lei que autoriza a prefeitura de São Paulo a indenizar essas famílias que estão em áreas de alto risco para que essas famílias possam sair desses locais. Estamos fazendo muitas ações e retirando muitas famílias”, afirmou.

    Nunes destaca que a prefeitura também amplia ações de fiscalização e de política habitacional.

    “Estamos ampliando nossa fiscalização para não permitir essas construções em áreas de alto risco, que são nos morros, beira de córrego. E também a política habitacional, estamos ampliando muito e vamos entregar 49 mil unidades habitacionais até o final do ano que vem”, disse.