Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Turista é morto em assalto após deixar festa de Carnaval em Olinda (PE)

    Segundo a Polícia Militar de Pernambuco, a equipe realizou buscas na região do assalto para prender o suspeito, mas sem sucesso até o momento

    O turista Talles Kropf, de 35 anos, foi morto em assalto após voltar de desta de Carnaval em Olinda
    O turista Talles Kropf, de 35 anos, foi morto em assalto após voltar de desta de Carnaval em Olinda Reprodução/Instagram

    Julia FariasLuan Leãoda CNN*

    O turista Talles Kropf, de 35 anos, foi morto a facadas durante um assalto no bairro de Boa Viagem, na zona sul do Recife, após voltar de uma festa de carnaval em Olinda. O crime aconteceu na madrugada da última quarta-feira (14).

    A vítima, que é do Rio de Janeiro, decidiu ir a um bar próximo ao local que estava hospedado após sair da festa carnavalesca, quando foi assaltado. O turista teria reagido à abordagem e foi golpeado a facadas na região do tórax.

    A Polícia Civil de Pernambuco investiga o caso como latrocínio, que ocorre quando um roubo é seguido de morte. Talles chegou a ser atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) mais próxima, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

    À CNN, o amigo que acompanhava a vítima durante a viagem, Reinaldo Mendes Júnior, afirmou que eles estavam juntos na festa. No entanto, Talles foi embora do evento e resolveu ir a um bar para comer sozinho. O turista chegou a convidar os amigos a se juntarem a ele poucos minutos antes do assalto acontecer.

    Talles estava na cidade com os amigos para aproveitar o feriado de Carnaval. De acordo com Reinaldo, entre 00h58 e 01h14, o amigo parou de visualizar as mensagens em um grupo do Whatsapp.

    Ele ressaltou que Talles ainda estava consciente quando foi socorrido por pessoas que estavam na região e presenciaram o ocorrido.

    ”Ele conseguiu falar que tinha sido um assalto e tinham levado o celular dele, o nome do apartamento [onde ele estava hospedado], o endereço certinho do local, que na verdade era ali na rua, atravessando a rua, basicamente”, disse Reinaldo.

    Os amigos foram informados do crime poucos minutos depois, quando o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) já havia sido acionado. Passados mais de dez minutos, a amiga médica de Talles resolveu levá-lo à UPA mais próxima da região.

    “Como médica também, vendo a gravidade da situação, porque ele já estava perdendo a consciência, ela começou a fazer manobras de salvamento no meio do caminho, e foram para a unidade de saúde mais próxima, que no caso era a UPA de Imbiribeira”, afirmou Reinaldo.

    ”Era uma manobra de salvamento de praticamente desespero. Ele até foi para a urgência, mas ela [a amiga médica] já tinha a sensação de que ele havia falecido ali enquanto estava tentando fazer a manobra de salvamento.”, ressaltou.

    Segundo a Polícia Militar de Pernambuco, a equipe realizou buscas na região do assalto para prender o suspeito, mas sem sucesso até o momento.

    *Sob supervisão de Bruno Laforé